Futebol internacional

16-08-2016 09:25

Federação boliviana paga 150.000 dólares por jogador em caso de apuramento ao Mundial

A Federação de futebol da Bolívia paga prémio milionário a jogadores em caso de apuramento para o Mundial na Rússia.
Jogadores bolivianos celebram um golo
Foto: AIZAR RALDES

Jogadores bolivianos celebram um golo.

Por SAPO Desporto c/Lusa sapodesporto@sapo.pt

A Federação Boliviana de Futebol (FBF) anunciou na segunda-feira que pagará um prémio de 150.000 dólares (cerca de 133.000 euros) a cada jogador caso a seleção se apure para a fase final do Mundial2018, na Rússia.

O presidente da FBF, Rolando Lopez, esclareceu, porém, que os os resultados da campanha de apuramento deixarão de ser premiados, pois, para o dirigente, “só faz sentido pagar prémios monetários em caso de qualificação”.

Com esta decisão, o líder da FBF ‘quebrou a tradição’ de há muitos anos, segundo a qual cada jogador recebia uma verba consoante o resultado de cada jogo da fase de apuramento.

“Vamos restaurar o conceito dos prémios monetários. Cada jogador receberá 150.000 dólares caso a Bolívia se apure para o Mundial da Rússia”, explicou Rolando Lopez.

No entanto, continua fixado um prémio de presença de 2.000 dólares (quase 1.800 euros) por cada jogo, mas sem qualquer outra verba adicional.

Ao fim das primeiras seis jornadas do torneio de apuramento da América do Sul, a Bolívia segue no nono e penúltimo lugar, com apenas três pontos, numa classificação partilhada por Equador e Uruguai, ambos com 13 pontos.

Na próxima dupla jornada desta fase de qualificação, a Bolívia começa por receber o Peru, a 01 de setembro, seguindo-se, cinco dias depois, a visita ao Chile.

Conteúdo publicado por Sportinforma