Futebol Internacional

05-09-2016 16:40

Presidente de França agradece a Buffon pela 'defesa' do hino "A Marselhesa"

O veterano guardião italiano 'silenciou' os assobios ao hino francês no recente jogo entre a Itália e a França.
Gianluigi Buffon é internacional italiana há vários anos.
Foto: NICOLAS TUCAT

Buffon foi considerado um exemplo de desportivismo pelo seu gesto

Por SAPO Desporto c/ Lusa sapodesporto@sapo.pt

O primeiro-ministro italiano, Matteo Renzi, revelou hoje que o presidente francês, François Hollande, agradeceu o gesto do guarda-redes Gianluigi Buffon, que travou a má edução de um grupo de adeptos italianos no ‘amigável’ de futebol entre as duas seleções.

O momento em que Buffon começou a aplaudir o hino francês “A Marselhesa” ao mesmo tempo que os adeptos o assobiavam foi recordado pelos chefes de Estado na cimeira do G-20 (as 20 nações com as economias mais poderosas do Mundo), que decorre na China.

“À margem do encontro de hoje, François Hollande agradeceu o gesto de Gigi Buffon, que ‘calou’ os adeptos italianos que apupavam “A Marselhesa” e fez com que os restantes, no Estádio de Bari [Itália], aplaudissem o hino” da seleção adversária, declarou Renzi ao periódico ENews.

Segundo o governante transalpino, “os desportistas podem fazer muito em termos de mensagens educativas, como o capitão Buffon demostrou, algo de que toda a Itália se deve orgulhar”.

O hino francês foi assobiado durantes uns segundos, antes do início do ‘amigável’ de quinta-feira (ganho pelos gauleses, por 3-1), mas Buffon começou a aplaudir, logo acompanhado pelos seus colegas de equipa, gesto que se estendeu a praticamente toda a assistência no recinto de San Nicola de Bari.

Conteúdo publicado por Sportinforma