Futebol internacional

09-09-2016 11:36

Roberto Martinez impõe 'lei marcial' na seleção da Bélgica

Selecionador dos ‘diabos vermelhos’ excluiu álcool, tabaco e vai multar atrasos na comitiva.
Roberto Martinez impõe lei marcial na seleção da Bélgica
Foto: EPA/KATIA CHRISTODOULOU

Roberto Martinez impõe lei marcial na seleção da Bélgica

Por SAPO Desporto sapodesporto@sapo.pt

Roberto Martinez chegou recentemente à Bélgica e está a alterar o código de conduta. O treinador espanhol não estava satisfeito com a forma como as coisas corriam e resolveu mudar. A partir de agora, os jogadores convocados por Martinez vão ter regras mais apertadas no que toca a horários e vão haver vários impedimentos.

À cabeça, a bebida e o tabaco estão expressamente proibidos nas concentrações da equipa belga. Para além destes, o técnico declarou que não vão haver qualquer tipo de patrocínios fora da Adidas. A marca alemã é a patrocinadora da Bélgica e, de acordo com a ‘Lei Martinez’, é a única permitida na concentração.

Os horários são uma das imposições de Martinez. O selecionador dos ‘red devils’ não planeia tolerar atrasos e vai impor multas a que não chegue a horas. 1000 euros vai ser o preço de um atraso. O valor será guardado e acumulado para, mais tarde, ser entregue numa instituição de caridade.

Um dos lesados desta nova ‘lei’ imposta por Roberto Martinez é Radja Nainggolnan. O médio da Roma confirmou que tem o vício de fumar cigarros e vai ter de ser ‘criativo’ dentro e fora dos relvados para conseguir ‘dar a volta’ a Martinez. Enquanto que o antigo selecionador conhecia o vício e deixava passar, Roberto Martinez é mais rígido neste aspecto.

As imposições do espanhol surgem depois de uma prestação abaixo das expectativas no Campeonato da Europa. Marc Wilmots saiu depois da campanha belga e foi substituído por Roberto Martinez. O treinador espanhol garantiu que pretende alterar tudo na Bélgica e já começou com os hábitos dentro das concentrações.

A Bélgica está neste momento no top 5 do ranking do Mundo da FIFA. A geração atual da equipa é vista como uma das melhores de sempre e são esperados bons resultados à equipa. No Euro 2016 os ‘diabos vermelhos’ era um dos favoritos à conquista do troféu, mas foram eliminados pelo surpreendente Pais de Gales.

Conteúdo publicado por Sportinforma