Futebol

12-09-2016 18:36

Alemanha critica possibilidade de discurso de Platini no congresso da UEFA

O Comité de Ética da FIFA, órgão que em outubro de 2015 suspendeu Platini por seis anos.
Michel Platini
Foto: WALTER BIERI / EPA

Michel Platini

Por SAPO Desporto c/Lusa sapodesporto@sapo.pt

O presidente da federação de futebol da Alemanha (DFB), Reinhard Grindel, criticou hoje a autorização da FIFA a Michel Platini em discursar quarta-feira em Atenas no congresso que vai definir o seu sucessor na presidência da UEFA.

“Eu gostaria que Michel Platini renunciasse a fazer uma aparição. Esta conferência deve incidir sobre o futuro e não no passado. O congresso da UEFA deve ser marcado pelo programa do seu novo presidente e não pelos erros do seu antecessor”, justificou o dirigente.

O Comité de Ética da FIFA, órgão que em outubro de 2015 suspendeu Platini por seis anos, informou a UEFA que o francês de 61 anos estava “autorizado a falar no Congresso Extraordinário da UEFA”.

Presidente da UEFA desde 2007, Platini acabou por recorrer ao Tribunal Arbitral do Desporto (TAS) que lhe reduziu a pena para quatro anos de suspensão de todas as atividades ligadas ao futebol.

Em causa o controverso pagamento de 1,8 milhões de euros que Platini recebeu de Joseph Blatter, então presidente da FIFA, com base num suposto contrato oral.

No verão, Michel Platini tinha revelado que aspirava a apresentar a sua demissão perante as 55 federações que compõem a UEFA.

Conteúdo publicado por Sportinforma