Futebol

12-09-2016 12:38

Platini autorizado a marcar presença no Congresso

Michel Platini foi convidado pelo Comité Executivo da UEFA a fazer um discurso de despedida no Congresso Extraordinário, um convite que o francês aceitou.
UEFA President Michel Platini at CAS
Foto: Lusa

Michel Platini, presidente suspenso da UEFA

Por SAPO Desporto c/ Lusa sapodesporto@sapo.pt

O francês Michel Platini, presidente suspenso da UEFA, vai estar presente no Congresso Extraordinário do organismo europeu, em Atenas, no qual será eleito o seu sucessor.

A UEFA confirmou a presença de Platini depois de ter recebido o aval da Comissão de Ética da FIFA, o órgão que decidiu a suspensão do dirigente francês e que o autorizou a “discursar perante o congresso extraordinário” do organismo europeu.

Michel Platini foi convidado pelo Comité Executivo da UEFA a fazer um discurso de despedida no Congresso Extraordinário, um convite que o francês aceitou.

Um assessor de Platini disse, na altura, que o ex-jogador vai colocar o seu mandado à disposição do congresso e "agradecer a confiança" que os membros do futebol europeu depositaram em si.

Platini, presidente da UEFA desde 2007, apresentou a demissão do cargo a 09 de maio deste ano, depois de o Tribunal Arbitral do Desporto (TAS) ter decidido o seu afastamento por quatro anos de todas as atividades ligadas ao futebol.

O antigo capitão da seleção francesa tinha sido inicialmente suspenso por oito anos na sequência da divulgação pública de um pagamento de cerca de dois milhões de francos suíços que recebeu do então presidente da FIFA, com base num contrato oral firmado com Joseph Blatter, configurando um conflito de interesses.

Na sequência da decisão do TAS, Platini anunciou a intenção de “renunciar formalmente” ao cargo de presidente da UEFA no Congresso de 14 de setembro.

Na eleição de Atenas, cada uma das 55 federações dispõe de um voto.

"Platini prefere reservar as suas palavras para os representantes das federações nacionais em vez de promover uma conferência de imprensa", explicou o assessor.

Após a retirada do espanhol Ángel María Villar, na terça-feira, restam dois candidatos a concorrer à sucessão Platini: Michael van Praag, presidente da Federação Holandesa, de 68 anos, e o seu homólogo da Federação Eslovena, Aleksander Ceferin, de 48, que tem o apoio da Federação Portuguesa de Futebol.

Conteúdo publicado por Sportinforma