France Football

12-12-2016 19:00

É oficial. Cristiano Ronaldo é o vencedor da Bola de Ouro 2016

Depois das vitórias em 2008, 2013 e 2014, o ‘capitão’ da seleção lusa soma o quarto troféu e terceiro em quatro anos.
Cristiano Ronaldo vence Bola de Ouro 2016
Foto: France Football

Cristiano Ronaldo vence Bola de Ouro 2016

Por SAPO Desporto sapodesporto@sapo.pt

Depois das vitórias em 2008, 2013 e 2014, o ‘capitão’ da seleção lusa soma o quarto troféu e terceiro em quatro anos, batendo, o argentino Lionel Messi, que já arrebatou o troféu em cinco ocasiões, e o francês Antoine Griezmann, outro dos finalistas.

O português venceu com 745 pontos, mais do dobro de Lionel Messi, segundo colocado, que só conseguiu 316. Griezmann, o terceiro da lista, obteve 198 pontos.

As vitórias no Euro2016 de futebol, ao serviço da seleção lusa, e na Liga dos Campeões, pelo Real Madrid, mais 51 golos, nos 55 jogos realizados em 2016, convenceram os jornalistas que escolham o melhor do mundo para a revista francesa. Esta conquista permite a CR7 isolar-se no segundo lugar do ‘ranking’ do troféu.

Apesar de Messi ter feito mais golos e assistências, os títulos fizeram pender a balança para o lado do português, que até nem apareceu nos grandes jogos, nomeadamente nas finais, sendo que na do Europeu saiu lesionado muito cedo.

Apesar de ter feito menos tentos que o seu adversário do Barcelona, Cristiano Ronaldo foi o ‘rei’ dos marcadores da edição 2015/16 da Liga dos Campeões, que, há uma década, tem ‘determinado’, ano após ano, o vencedor do prémio para o melhor jogador do ano.

Mais do que os seus números, que não deixam de continuar a ser significativos e lhe conferem o estatuto de melhor marcador da história do Real Madrid, de Portugal e da Liga dos Campeões, são os títulos que fazem a diferença em 2016.

Portugal e o Real Madrid nem foram convincentes, mas a felicidade conduziu-os aos títulos, nomeadamente os desempates por grandes penalidades, que permitiu à equipa lusa eliminar a Polónia, nos ‘quartos’ do Europeu, e aos ‘merengues’ superar o vizinho Atlético de Madrid na final da ‘Champions’.

Por seu lado, Lionel Messi, que com a ajuda de Luis Suárez e Neymar, conduziu o FC Barcelona ao título espanhol, à Taça do Rei e à Supertaça de Espanha, foi novamente ‘traído’ pelos ‘mesmos’ penáltis, na final da Copa América Centenário, perdida para o Chile.

O vencedor da Bola de Ouro de 2016 foi anunciado esta tarde pela revista ´France Football`, que abandonou a parceria com a FIFA que vigorava desde 2010.

Em janeiro, o português poderá ser novamente coroado Melhor Jogador do Mundo, agora pela FIFA.

* Artigo atualizado

Conteúdo publicado por Sportinforma