Deputados PS

05-04-2017 19:12

Nomeação de Fernando Gomes reconhece “trabalho em prol do desporto”

Deputados do PS saudaram hoje a nomeação do presidente da FPF, Fernando Gomes, para uma das vice-presidências da UEFA.
FPF aprova pedido para alterar lei que pune vicia
Foto: Lusa

Fernando Gomes, presidente da FPF

Por SAPO Desporto c/ Lusa sapodesporto@sapo.pt

Os deputados do PS saudaram hoje a nomeação do presidente da Federação Portuguesa de Futebol (FPF), Fernando Gomes, para uma das vice-presidências da UEFA, distinção que, consideram, reconhece o “trabalho exemplar realizado em prol do desporto”.

“Para os deputados do grupo parlamentar socialista, esta eleição (…) é o reconhecimento do trabalho exemplar realizado em prol do desporto e, em particular, do futebol português, tratando-se de uma boa notícia para o fenómeno desportivo nacional”, pode ler-se, em comunicado.

Gomes, de 65 anos, tornou-se hoje no primeiro português a chegar à vice-presidência da UEFA, nos 63 anos de história do organismo, numa equipa que integra ainda o sueco Karl-Erik Nilsson, nomeado primeiro vice-presidente, o alemão Reinhard Grindel, o ucraniano Grigoriy Surkis e o espanhol Ángel María Villar.

Em comunicado assinado pelo vice-presidente do grupo parlamentar socialista para a área do desporto, João Torres, por Edite Estrela, presidente da Comissão Cultura, Comunicação, Juventude e Desporto, e por João Castro e António Cardoso, ambos deputados do PS no grupo de trabalho do desporto, os parlamentares assinalam ainda a circunstância de Fernando Gomes ser “o primeiro português a exercer o cargo”.

Fernando Gomes vai integrar a “nova estrutura” do Comité Executivo, encabeçada por Alexander Ceferin, assumindo a pasta do relacionamento com os clubes numa das quatro vice-presidências da UEFA.

O dirigente, que apoiou a candidatura de Ceferin, nas eleições de 14 de setembro de 2016, para a sucessão ao francês Michel Platini, integra o Comité Executivo da UEFA desde março de 2015, quando foi o líder federativo mais votado, para um mandato de quatro anos, com 48 votos em 54.

Na altura, Gomes, eleito presidente da FPF em 2011, tornou-se no quarto português a integrar o Comité Executivo do organismo, depois de Cazal-Ribeiro, eleito em 1968, Silva Resende, em 1984, e Gilberto Madaíl, em 2007.

Conteúdo publicado por Sportinforma