Futebol

06-04-2017 16:58

Polícia brasileira detém dirigentes desportivos por suspeita de corrupção

A Polícia Federal do Brasil anunciou que foram emitidos quatro mandados de prisão preventiva.
Coaracy Nunes, ex-presidente da Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos
Foto: DR

Coaracy Nunes, ex-presidente da Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos

Por SAPO Desporto c/ Lusa sapodesporto@sapo.pt

A Polícia Federal do Brasil deteve hoje o ex-presidente da Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos (CBDA) numa investigação de fraude que supostamente envolveu funcionários da instituição que desviaram fundos públicos.

Coaracy Nunes, que presidiu à CBDA durante 29 anos, foi preso no Rio de Janeiro e outras três pessoas ligadas à instituição também foram presas na operação policial "Águas Claras", incluindo o diretor financeiro e o coordenador da divisão de polo aquático.

Em comunicado, a Polícia Federal do Brasil anunciou que foram emitidos quatro mandados de prisão preventiva, dois mandados de condução coerciva e 16 mandados de busca e apreensão, que estão a ser executados nos Estados do Rio de Janeiro e São Paulo.

A polícia também explicou que a operação começou depois de denúncias de atletas, ex-atletas e empresários do ramo desportivo brasileiro.

"As investigações apuram o destino de cerca de 40 milhões de reais (12 milhões de euros) que foram repassados [transferidos] à CBDA. Há indícios de um esquema de desvios de recursos públicos captados por meio de convénios e leis de fomento ao desporto sem a devida aplicação - conforme previsto em lei e nos contratos assinados", lê-se no comunicado da polícia brasileira.

A investigação apontou que os valores recebidos não foram aplicados corretamente na promoção dos desportos aquáticos e acabaram sendo mal geridos ou desviados para proveito pessoal dos investigados.

O ex-presidente da CBDA é criticado por atletas brasileiros há décadas, especialmente antes dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, realizados em 2016.

Apesar dos altos investimentos na natação, o Brasil não conquistou nenhuma medalha olímpica nas piscinas do Rio de Janeiro.

Conteúdo publicado por Sportinforma