Futebol / Internacional

28-04-2017 07:41

Mourinho agora prefere segurar um ponto em vez de ganhar três

Na frente, o Chelsea lidera, com 78 pontos, mais quatro do que o segundo classificado, o Tottenham.
Mourinho
Foto: Oli SCARFF / AFP

Mourinho

Por SAPO Desporto c/Lusa sapodesporto@sapo.pt

O treinador português do Manchester United, José Mourinho, reconheceu que, após o intervalo, tomou a decisão de jogar para o 0-0 no reduto do City, em jogo em atraso da 26.ª jornada da Liga inglesa de futebol.

“Queríamos fazer mais no ataque e explorar um pouco mais o que os contra-ataques podiam dar. Na primeira parte, controlámos, mas começou a ser cada vez mais difícil e tomámos a decisão de jogar para o 0-0 e segurar um ponto”, disse o técnico luso à Sky Sports, citado pela France Press.

Mourinho afirmou que, sem os lesionados Pogba e Mata, o Manchester United “não tinha qualidade suficiente no meio-campo”, algo que condicionou o jogo da equipa.

“Na primeira parte, fomos perigosos e houve momentos em que os nossos movimentos poderiam ter sido o começo de qualquer coisa, mas perdemos muitas bolas”, lamentou o técnico luso.

Depois do ‘nulo’ no dérbi, o Manchester City manteve-se no quarto lugar, com 64 pontos, mais um do que o Manchester United, quinto, sendo que ambos têm ao seu alcance o Liverpool, terceiro, com 66 e mais um jogo disputado.

Na frente, o Chelsea lidera, com 78 pontos, mais quatro do que o segundo classificado, o Tottenham.

Conteúdo publicado por Sportinforma