Futebol

10-05-2017 13:20

Copa América com Portugal e Espanha. Ideia é juntar Ronaldo, Messi, Neymar e Iniesta

O Brasil, país organizador, quer ter seis seleções convidadas, além das 10 formações da Conmebol.
Messi e Cristiano Ronaldo podem disputar a Copa América
Foto: QUIQUE GARCIA

Messi e Cristiano Ronaldo podem disputar a Copa América

Por SAPO Desporto sapodesporto@sapo.pt

A edição de 2019 da Copa América começa a ganhar forma. Daqui a dois anos a prova será realizado no Brasil e terá um formato diferente, além de outras seleções. No congresso da FIFA que decorreu esta semana em Manama, no Bahrein, os dirigentes da Conmebol e da Confederação Brasileia de Futebol, aproveitaram para falar com as seleções que serão convidadas a participar na prova.

O Brasil, país organizador, quer ter seis seleções convidadas, além das 10 formações da Conmebol. De acordo com o site ´GloboEsporte.com`, a ideia é ter duas seleções da CONCACAF, duas da UEFA e outras duas da Ásia. A preferência é por México e EUA, Portugal e Espanha, Japão e China. Esta é uma composição que agrada por motivos comerciais (Ásia), desportivos (Europa) e políticos (América do Norte).

Esta escolha tem outra lógica. Os organizadores querem juntar no Brasil, em 2019, a nata do futebol mundial, com jogadores como Cristiano Ronaldo, Neymar, Suárez, Messi, James Rodriguez e Iniesta, ou seja, atletas de grande impacto mediático. Só estes seis atletas têm hoje 315 milhões de seguidores na rede social Instagram, por exemplo.

Diz ainda o GloboEsporte.com` que há outras seleções interessadas em participar na prova, como são os casos Austrália e Coreia do Sul. Diz ainda a mesma publicação que a FIFA já autorizou a prova, e que as federações continentais convidadas (Ásia, América do Norte e Europa) também já deram o seu ´sim` a prova e a sua participação na mesma.

Este formato não agrada a todos, por poder descaraterizar a prova. Uma das questões que se levanta é a possibilidade de Portugal ou Espanha disputarem a final da prova como um Japão ou China, por exemplo. Nesse caso, o vencedor da Copa América não seria uma seleção da América do Sul.

A Copa América de 2019 será a última disputada em anos ímpares. A partir de 2020, o torneio será organizado a cada quatro anos (2024, 2028, 2032), sempre no mesmo período do ano que o Europeu de Futebol.

Conteúdo publicado por Sportinforma