Futebol internacional

06-06-2017 13:56

Presidente da Federação Checa de Futebol demite-se após escândalo de corrupção

Miroslav Pelta encontra-se em prisão preventiva.
Miroslav Pelta cumprimenta o presidente da UEFA Aleksander Ceferin
Foto: EPA/MARTIN DIVISEK

Miroslav Pelta

Por SAPO Desporto c/ Lusa sapodesporto@sapo.pt

O presidente da Federação Checa de Futebol, Miroslav Pelta, em prisão preventiva por suspeitas de corrupção, demitiu-se do cargo, anunciou o organismo na sua página oficial na internet.

Presidente da federação desde 2011, Pelta devia ter deixado o cargo na sexta-feira, mas o plenário da direção federativa não chegou a acordo para encontrar um substituto.

O dirigente foi detido em 05 de maio por suspeitas de ter subornado dois altos funcionários do ministério da educação e desportos e de ter gerido de forma irregular fundos públicos, um caso que motivou a demissão da então ministra com essa pasta, Katerina Valachova.

Por motivos de saúde, Miroslav Pelta está internado num hospital prisional, em Brno, a 200 quilómetros de Praga.

Além de liderar a federação, Pelta desempenhava também o cargo de vice-presidente da União Checa do Desporto e integrava a comissão executiva do Comité Olímpico da República Checa.

Conteúdo publicado por Sportinforma