Futebol

25-06-2017 15:50

Mundial 2014: Vice-PM russo nega investigação por doping

Vitaly Mutko considerou “sem sentido” as alegações de que os 23 futebolistas russos selecionados para o Mundial2014 estejam a ser alvo de um inquérito por doping.
Vitaly Mutko, Ministro russo do Desporto
Foto: OLGA MALTSEVA

Vitaly Mutko, vice-primeiro-ministro russo

Por SAPO Desporto c/ Lusa sapodesporto@sapo.pt

O vice-primeiro-ministro russo Vitaly Mutko considerou este domingo “sem sentido” as alegações, veiculadas pela imprensa britânica, de que os 23 futebolistas russos selecionados para o Mundial2014 estejam a ser alvo de um inquérito por doping.

“Nunca houve e nunca haverá um problema de dopagem no nosso futebol. Os jogadores da nossa equipa são submetidos regularmente a testes, eles são testados depois de cada jogo”, garantiu o vice-primeiro-ministro à agência nacional TASS.

Vitaly Mutko considerou que as notícias veiculadas hoje pela imprensa britânica carecem de sentido e, como, tal nem vale a pena lê-las.

O Mail on Sunday e o The Guardian noticiaram hoje que a totalidade da seleção russa presente no Mundial disputado no Brasil, assim como outros 11 jogadores russos, estão a ser alvo de um inquérito por parte da FIFA por suspeitas de dopagem.

De acordo com os jornais britânicos, um porta-voz da FIFA confirmou que o inquérito a estes jogadores “ainda estava em curso”.

No entanto, a entidade que tutela o futebol mundial negou, em comunicado, qualquer suspeição de dopagem sobre os futebolistas russos que disputaram o Mundial brasileiro, lembrando que todos eles foram submetidos a testes antes da competição e após os jogos.

Ainda segundo os dois jornais, estes 34 futebolistas figuram na lista de 1.000 pessoas “dignas de interesse” estabelecida pela Agência Mundial Antidopagem.

No entanto, de acordo com o Mail on Sunday, não existe qualquer prova que possa afirmar que os jogadores envolvidos tenham efetivamente recorrido a métodos ou substâncias dopantes.

Conteúdo publicado por Sportinforma