P. Ferreira 1-4 Zenit

20-08-2013 21:48

Paços de Ferreira sofre uma derrota muito pesada

Mesmo com uma boa exibição na segunda parte, a equipa de Costinha não conseguiu evitar a derrota pesada na primeira mão do play-off da Champions.
Paços de Ferreira sofre uma derrota muito pesada

Por João Agre sapodesporto@sapo.pt

O Paços de Ferreira perdeu, esta terça-feira, por 1-4 com o Zenit, em jogo da primeira mão do play-off da Liga dos Campeões, que se disputou no Estádio do Dragão. Os três golos de Shirokov, e o auto-golo do guarda-redes Degra, permitem à equipa russa entrar com uma confortável vantagem na segunda mão. André Leão foi o autor do golo da equipa canarinha.

Paços de Ferreira teve a sua noite de sonho ao ouvir, pela primeira vez na história do clube, o hino da Liga dos Campeões. Mesmo com casa emprestada - o Estádio da Mata Real continua em obras -, no Estádio do Dragão, jogadores e equipa técnica tiveram a oportunidade de fazer história no clube que na temporada passada alcançou a terceira posição.

Devido a algumas lesões no plantel, Costinha viu-se obrigado a mexer na equipa, como foi o caso do capitão Filipe Anunciação, que voltou a jogar como central, à semelhança do que tinha feito na primeira jornada do campeonato, frente ao SC Braga, em que os castores perderam 2-0. Caetano, Poulsen e Manuel José ficaram no banco de suplentes. Gregory saiu da equipa inicial, entrando Ricardo.

Do lado da equipa russa, destaque para a titularidade do ex-benfiquista Witsel e do internacional português Danny. O lesionado Hulk e o castigado Luís Neto ficaram de fora.

O Estádio do Dragão, que tem capacidade para 55 mil pessoas, teve uma lotação de menos de cinco mil.

O Paços de Ferreira de Costinha começou o encontro um pouco nervosa mas, por volta do minuto 15, começou a ficar mais atrevido e a aproximar-se da baliza russa. O Zenit apresentou-se mais sereno e confiante. Sem nunca deslumbrar, o plantel russo demonstrou mais qualidade técnica nas jogadas, quando comparadas com as da equipa portuguesa, isto durante o primeiro tempo.

O primeiro golo da partida apareceu ao minute, por intermédio do médio Shirokov, que aproveitou uma desatenção da equipa pacense para rematar rasteiro e fazer o primeiro golo.

Ainda no decorrer do primeiro tempo, o Paços de Ferreira havia de fazer mexer as redes da baliza de Lodygin mas o árbitro inglês Martin Atkinson anulou o lance. Sérgio Oliveira bateu o canto, a bola sofreu um desvio, chegando a Hurtado que empurrou para lá da linha de golo. No entanto, o peruano estava em fora-de-jogo.

Já na etapa complementar, os “canarinhos” conseguiram fazer o golo do empate aos 58 minutos, por intermédio de André Leão, mas a felicidade portuguesa durou apenas dois minutos, isto porque o Zenit voltou a colocar-se em vantagem, com Shirokov a bisar na partida.

A entrada de Vítor no meio campo pacense, para o lugar de Rui Miguel, fez toda a diferença e o Paços de Ferreira comportou-se como uma equipa digna de um play-off da Champions e até merecia sair deste jogo com outro resultado.

Já nos últimos 10 minutos da partida, e contra a corrente do jogo, num livre direto apontado pelo Zenit, a bola bateu no poste e depois nas costas do guarda-redes Degra, fazendo a bola entrar pela terceira vez na baliza pacense. O quarto golo dos russos surgiu em cima do minuto 90, novamente da autoria de Shirokov.

Para o desafio da segunda mão, agendado para a próxima quarta-feira (dia 28), o Paços de Ferreira leva na bagagem uma derrota, já sem muita esperança de fazer parte da elite dos clubes europeus na fase de grupos da Liga dos Campeões.
Conteúdo publicado por Sportinforma