José Mourinho

21-04-2014 19:33

"Atlético vai tentar tudo, mas nós também"

O treinador português do Chelsea recusou falar das qualidades dos 'colchoneros' na antevisão do jogo da primeira mão da meia-final da Champions.

Por SAPO Desporto sapodesporto@sapo.pt

O Atlético de Madrid vai tentar tudo para vencer, na terça-feira, a primeira mão das meias-finais da Liga dos Campeões de futebol, mas o Chelsea também, disse hoje o gtreinador português José Mourinho.

"O Atlético vai tentar tudo para ganhar. Mas nós também", disse Mourinho, em conferência de imprensa no Estádio Vicente Calderón, na qual os jornalistas recordaram o facto de esta ser a sua oitava meia-final e a terceira com o Chelsea.

"Faço o meu melhor, sempre fiz o meu melhor. Às vezes ganhas outras vezes não. Às vezes ganhas e não mereces e outras mereces e às vezes perdes e mereces e outra não mereces", afirmou.

José Mourinho falava aos jornalistas na conferência de imprensa de antevisão do encontro da primeira mão da meia-final da Liga dos Campões, em que o Atlético de Madrid recebe o Chelsea.

A presença de dezenas de jornalistas levou o Atlético de Madrid a transferir a conferência de imprensa da sua sala normal para o palco VIP, algo notado pelo próprio Mourinho.

"É uma meia-final. Isso nota-se, podem ver pela sala. Muita gente, muito interesse e penso que todos os jogadores, todos os treinadores, gostariam de a jogar", afirmou.

Mourinho rejeitou a comparação feita por Simeone, treinador do Atlético de Madrid, que disse a jornalistas espanhóis considerar-se pior treinador do que o português que comanda o Chelsea.

"Não concordo. Penso que é difícil comparar treinadores. Não é justo comparar treinadores. Não é justo comparar um treinador com 15 anos de carreira com um com menos do que isso. Não é justo. É algo que não faço e não gosto de fazer. São palavras bonitas, mas discordo", afirmou.

Recusando-se a responder a qualquer pergunta sobre a "Premier League", Mourinho rejeitou ainda, repetidamente, fazer comentários sobre as qualidades ou forças do Atlético de Madrid.

"Não quero comentar as qualidades do Atlético. Fiz isso hoje com os meus jogadores e é com eles que tenho que partilhar as minhas opiniões", afirmou.

No entanto, destaciu: "Naturalmente que nenhuma equipa chega a uma meia-final da Liga dos Campeões se não for uma boa equipa. Para estar aqui, deve ser uma boa equipa, mas não vou comentar sobre a minha visão ou opinião".

Mourinho foi ainda questionado sobre a grande receção, no aeroporto de Madrid, a Fernando Torres, afirmando - sem confirmar se o espanhol jogará no "onze" inicial - que a Liga dos Campeões "é uma grande motivação para qualquer jogador".

"Não digo que o Fernando vai estar no `onde´ inicial. Mas ele nunca se esconde. Diariamente falamos de futebol espanhol. Ele é um apoiante do Atlético, um grande apoiante. Não tenho dúvida de que os minutos em que estará no campo, tentará tudo pelo Chelsea, como fantástico profissional que é", disse.

Recusando a responder em espanhol, Mourinho foi questionado sobre se viu a final da Copa do Rei, conquistada pelo Real Madrid, tendo o treinador português dito que não acompanhou o encontro, tendo estado a ver o Manchester City-Sunderland e, depois, o Benfica-FC Porto.

"Mas repito: em Espanha o meu clube é o Real Madrid e quando vence competições em que não estou envolvido fico contente por eles", disse.

O Chelsea, que procura o segundo título de campeão europeu da sua história, visita na terça-feira o Atlético de Madrid, em jogo da primeira mão das meias-finais da Liga dos Campeões, num encontro agendado para as 19h45, que será arbitrado pelo sueco Jonas Eriksson.

O jogo da segunda mão, no qual uma das equipas "carimbará" presença na final, que este ano se joga em Lisboa a 24 de maio, está agendado para 30 abril, em Londres.
Conteúdo publicado por Sportinforma com Lusa