Liga dos Campeões

10-08-2016 15:40

UEFA está a preparar uma nova versão da Champions

Alemanha, Inglaterra e Espanha podem ganhar mais uma vaga para as suas equipas.
Sorteio das meias-finais da Liga dos Campeões
Foto: AFP

Troféu da Liga dos Campeões.

Por SAPO Desporto sapodesporto@sapo.pt

A Liga dos Campeões pode estar perto de mudar para um formato com um apuramento mais fácil para as equipas alemãs, inglesas e espanholas. De acordo com o jornal ‘O Jogo’, a UEFA pretende alterar o modo de qualificação para garantir que as ‘grandes’ equipas estão sempre representadas no torneio de futebol.

Para tal, o órgão que gere o futebol europeu está a ponderar aumentar o número de vagas das três ligas em mais um clube. Desta forma, Alemanha, Inglaterra e Espanha, que têm três equipas com acesso direto à fase de grupos, podem ver este número aumentar para quatro.

O aumento da ‘quota’ das três ligas não significa um aumento de equipas na fase final da Liga dos Campeões. A UEFA quer manter uma fase de grupos com 32 equipas, mas com menos lugares em aberto. Ao todo, este novo modelo prevê a existência de play-off's como os deste ano, onde o FC Porto vai enfrentar a Roma, mas com menos vagas. Vão estar cerca de 50 clubes a lutar por seis vagas na fase de grupos da Liga do Campeões. O objetivo principal passa por garantir que os ‘tubarões’ estão todos presentes na competição e, desta forma, aumentar o mérito desportivo da competição.

A situação de Portugal não iria ser alterada com o novo modelo. As duas melhores equipas portuguesas no campeonato continuariam a ter apuramento direto para a fase de grupos, enquanto o terceiro classificado passaria para os play-off’s de apuramento. Neste novo modelo a dificuldade para chegar ao play-off's iria aumentar exponencialmente.

O novo modelo está ainda em fase de discussão e este cenário pode ser alterado. A alteração do modelo da competição é um objetivo da UEFA para a edição de 2018/19 da Liga dos Campeões. Contudo, estas alterações ficam dependentes da escolha do próximo Presidente da UEFA. Para o lugar que foi de Michel Platini concorrem Ángel Villar (Espanha), Michael van Praag (Holanda) e Aleksander Seferin (Eslovénia).

Conteúdo publicado por Sportinforma