2016/17

25-08-2016 22:49

1.300 Milhões para a 'Champions' e Supertaça Europeia

Um só clube vir a encaixar 57,2 milhões de euros na época que arranca em setembro.
UEFA Champions League play-off round draw

O mais desejado troféu europeu para os clubes

Por SAPO Desporto c/ Lusa sapodesporto@sapo.pt

Os clubes participantes na Liga dos Campeões 2016/17 e na Supertaça Europeia vão receber mais de 1.300 milhões de euros, anunciou hoje a UEFA, podendo um só clube vir a encaixar 57,2 milhões de euros.

O valor a distribuir pelos clubes tem por base, segundo aquele organismo, uma estimativa de receita comercial bruta das três provas de clubes em 2016/17 - Liga dos Campeões, Liga Europa e Supertaça Europeia - de cerca de 2.350 milhões de euros.

Desse total, 12% (282 milhões de euros) serão deduzidos para cobrir custos administrativos e de organização das competições e 8,5% (quase 200 milhões de euros) serão destinados a pagamentos de solidariedade.

Da receita líquida resultante de 1.860 milhões de euros, 8% serão reservados para o futebol europeu e ficarão em posse da UEFA, enquanto os outros 92% serão distribuídos pelos clubes participantes.

Feitas as deduções, o montante total disponível para distribuição pelos clubes participantes em 2016/17 é 1.718 milhões de euros, dos quais 1.318 milhões serão destinados às equipas envolvidas na Liga dos Campeões e na Supertaça Europeia.

Cada um dos 32 clubes presentes na fase de grupos recebe um prémio base de 12,7 milhões, a que acrescem prémios de desempenho na fase de grupos de 1,5 milhões de euros por vitória e 500 mil por empate.

Quem atingir os oitavos de final recebe mais seis milhões de euros. Pela participação nos ‘quartos’ mais 6,5 milhões, enquanto os quatro semifinalistas auferem mais 7,5 milhões.

O vencedor da Liga dos Campeões ganha 15,5 milhões e o finalista vencido 11, incluindo já a sua parte da receita da venda de bilhetes da final (não será paga nenhuma verba suplementar aos finalistas em resultado da bilhética, como era habitual no passado).

Feitas as contas, o campeão europeu poderá receber, no máximo, 57,2 milhões de euros, não incluindo eventuais verbas do ‘play-off’ e o valor de cada mercado respeitante às transmissões televisivas (‘market pool’).

No que se refere à Supertaça Europeia de 2016, o Real Madrid irá receber quatro milhões de euros, enquanto o finalista vencido (Sevilha) fica com três milhões.

Conteúdo publicado por Sportinforma