Liga dos Campeões

10-09-2016 12:31

Benfica e FC Porto na 'rota' dos 'oitavos', Sporting da Liga Europa

Os tricampeões nacionais vão medir forças com Nápoles, Besiktas e Dinamo Kiev.
Benfica celebra vitória na Choupana
Foto: LUSA

Jogadores do Benfica celebram uma vitória

Por SAPO Desporto c/Lusa sapodesporto@sapo.pt

Benfica e FC Porto, que evitaram os ‘tubarões’, partem para a fase de grupos da Liga dos Campeões em futebol com boas perspetivas de atingir os oitavos de final, meta que parece muito difícil o Sporting alcançar.

Os tricampeões nacionais vão medir forças com Nápoles, Besiktas e Dinamo Kiev, e os portistas, ‘carrascos’ da Roma no ‘play-off’ (3-0 fora, depois de 1-1 em casa) defrontam o estreante Leicester, Club Brugge e FC Copenhaga, depois de um sorteio afortunado para ambos.

Por seu lado, o Sporting, que partiu do Pote 3, vai ter de medir forças com o campeão europeu Real Madrid, de Cristiano Ronaldo, e o Borussia Dortmund, pelo que a sua obrigação passa apenas por ficar à frente do Legia Varsóvia.

No Grupo B, o Benfica parte como a equipa mais credenciada, pelo seu passado na prova, tanto o longínquo, com os títulos de 1960/61 e 61/62 e mais cinco finais (62/63, 64/65, 67/68, 87/88 e 89/90), como o mais recente.

Na época passada, os ‘encarnados’, que vão para uma 12.ª presença na fase de grupos e sétima consecutiva, chegaram aos quartos de final, caindo apenas perante o Bayern Munique (0-1 fora e 2-2 em casa), no arranque da ‘era’ Rui Vitória.

Em contraponto, o Nápoles, o principal adversário da equipa do Benfica, só conta duas presenças na ‘Champions’ e apenas alcançou uma vez os ‘oitavos’ (2011/12).

Por seu lado, o Dinamo de Kiev, de Antunes, já esteve 15 vezes na fase de grupos e até já chegou às meias-finais - o que o Benfica nunca conseguiu -, mas já há quase 20 anos, em 1998/99. Depois dessa época, só atingiu à fase a eliminar a época passada, quando ‘enganou’ o FC Porto.

Quanto ao Besiktas, que conta no seu plantel com Ricardo Quaresma, o ex-benfiquista Talisca e o ex-portista Aboubakar, são cinco as presenças na fase de grupos e nenhuma qualificação para os ‘oitavos’.

No Grupo G, os ‘dragões’, vencedores de duas ‘Champions’, uma Taça UEFA, uma Liga Europa e uma Supertaça Europeia e corecordistas de presenças na fase de grupos (será a 21.ª), são a única equipa com troféus conquistados na Europa.

Os belgas do Club Brugge estiveram perto, nos anos 70 do século passado, mas não conseguiram, por culpa do Liverpool, que os bateu nas finais da Taça UEFA de 1975/76 e da Taça dos Campões de 1977/78. Agora, estão longe do potencial de então.

O Leicester, surpreendente vencedor da edição 2015/16 é estreante na ‘Champions’ e nem 10 jogos conta nas taças europeias, enquanto o FC Copenhaga tem como grande feito europeu ter passado a fase de grupos em 2010/11, ao superar Rubin Kazan e Panathinaikos, para cair perante o Chelsea.

A história dos adversários do Sporting é bem diferente, sendo que o Real Madrid, de Cristiano Ronaldo, Pepe e Fábio Coentrão, é ‘apenas’ o detentor do título e o recordista de vitórias na prova (11).

A 22 de novembro, poderá dar-se o regresso a ‘casa’ de Cristiano Ronaldo, que, em 2007/2008, ao serviço do Manchester United, foi o ‘carrasco’ dos ‘leões’ nos dois jogos, ao selar o 1-0 em Lisboa e, já nos descontos, o 2-1 em Manchester.

Campeão europeu em 1996/97 e finalista vencido em 2012/13, o Borussia Dortmund é o outro ‘tubarão’ que saiu ao Sporting, sendo o último ‘carrasco’ europeu do FC Porto (2-0 em casa e 1-0 no Dragão, nos 16avos da última edição da Liga Europa).

O Legia Varsóvia parece, pelo contrário, ao alcance dos ‘leões’, já que os polacos dificilmente repetirão o feito de 1995/96, época em que chegaram os ‘quartos’ – ainda não havia ‘oitavos’ -, cedendo face ao Panathinaikos.

A fase de grupos, disputada a partir de terça-feira em oito grupos de quatro equipas, qualifica os dois primeiros de cada agrupamento para os oitavos de final. Os terceiros colocados são relegados para a Liga Europa.

Conteúdo publicado por Sportinforma