FC Porto

10-09-2016 11:31

Miguel Layún: "Gostava de ser campeão europeu pelo FC Porto"

Melhorar a prestação na 'Champions' e ser campeão pelo FC Porto são os dois objetivos de Miguel Layún para esta época.
FC Porto vs Boavista
Foto: Lusa

Miguel Layún celebra um golo marcado ao Boavista na época passada

Por SAPO Desporto sapodesporto@sapo.pt

O lateral esquerdo mexicano abordou o arranque da presente época no FC Porto e admitiu que gostaria de conquistar títulos europeus ao serviço dos 'dragões'. Em declarações ao programa MoymuTV, Miguel Layún esclareceu ainda que o título de campeão nacional é o objetivo prioritário no Dragão.

"Gostava de ser campeão na Europa e ficava feliz que fosse esta época no FC Porto. Quero esse título. Outro dos meus objetivos passa por melhorar o que fizemos o ano passado na Champions. Espero que a equipa esteja focada e consiga esses dois objetivos", começou por dizer Layún sobre o sonho de conquistar a Liga dos Campeões.

"No ano passado tivemos um arranque muito bom, em novembro e dezembro estávamos no primeiro lugar. Creio que a pouca paciência que existe pela ausência de títulos tem tido repercussões. Daí que ache importante que todos, especialmente o corpo técnico e jogadores, estejam tranquilos em cada partida para conseguir as vitórias. Para além disso, outra coisa: é importante que quando jogas em casa os adeptos se metam com a equipa contrária e isso dá-te uma energia extra, um tanque de gasolina que, ao minuto 92, se estiver 0-0 e tiveres de fazer um sprint de 90 metros para atacar o rival, fazes", acrescentou Layún sobre a época passada.

"Na época passada perdemos muita consistência sobretudo na segunda metade da época e, na maioria das vezes, num campeonato longo, é entre janeiro e maio que se definem os campeões. De nada vale chegar em primeiro em dezembro e dizer que estamos na frente, é espetacular e às vezes isso dá origem a um certo relaxamento. E depois surge a falta de consistência e isso paga-se caro. Não pode haver um declive até ao fim. Não podemos permitir isso!", sentenciou o internacional mexicano.

Conteúdo publicado por Sportinforma