Liga dos Campeões

10-09-2016 11:11

Sporting com missão muito complicada para repetir 2008/2009

Equipa comandada por Jorge Jesus estreia-se esta época na Liga dos Campeões frente ao Real Madrid, no estádio Santiago Bernabéu.
Tonel corta uma bola a Miroslav Klose no jogo entre Sporting e Bayern Munique dos oitavos de final da Champions da época 2008/2009
Foto: EPA/Mário Cruz

Tonel corta uma bola a Miroslav Klose no jogo entre Sporting e Bayern Munique dos oitavos de final da Champions da época 2008/2009

Por SAPO Desporto c/Lusa sapodesporto@sapo.pt

O Sporting parte para a sétima aventura na Liga dos Campeões em futebol com a natural ambição de chegar aos oitavos de final, pela segunda vez na história, mas a sua tarefa parece demasiado complicada.

Pela frente, o conjunto de Jorge Jesus, que ao comando do Benfica só conseguiu um apuramento em cinco presenças, vai ter o campeão europeu e vice-campeão espanhol Real Madrid e ainda o vice-campeão alemão Borussia Dortmund, mais os polacos do Legia Varsóvia, que não entram nesta ‘aritmética’.

Tendo em conta que os ‘merengues’, de Cristiano Ronaldo, Pepe e Fábio Coentrão, têm o apuramento ‘garantido’, o Sporting teria de superar os germânicos, de Raphael Guerreiro, que possuem argumentos bem superiores aos dos ‘leões’, que só passaram aos ‘oitavos’ em 2008/09.

A ‘queda’ para a Liga Europa, prémio de consolação para o terceiro classificado, é, assim, o cenário mais provável para o Sporting, que parece claramente mais forte do que Legia Varsóvia, detentor do título polaco.

Na primeira aventura de Jesus na ‘Champions’ ao comando do Sporting, depois de, ao ‘leme’ do Benfica ter conseguido passar apenas uma vez a fase de grupos, em cinco tentativas, os ‘leões’ apresentam um plantel com mais soluções do que na época passada, mas baixas importantes.

Slimani, Teo Gutiérrez e João Mário abandonaram os ‘leões’, que, entre outros, recrutaram Bas Dost, Markovic, Elias, Alan Ruiz, Castaignos, André, Meli ou Petrovic, sendo que, de certeza, apresentarão um ataque renovado.

É com estas armas, que o Sporting vai tentar conseguir uma surpresa no Grupo F, liderado pelo ‘todo-poderoso’ Real Madrid, de Cristiano Ronaldo, o detentor do título e ‘rei’ da competição, com 11 cetros europeus.

Impedido de contratar jogadores, o Real Madrid é praticamente uma cópia de 2015/16, mas agora com o treinador francês Zinedine Zidane desde início e melhores soluções ofensivas, face ao regresso de Alvaro Morata (Juventus).

O português Cristiano Ronaldo, melhor marcador da história do Real Madrid e da Liga dos Campeões, é a incomparável figura dos ‘merengues’, tendo já ‘avisado’ que os madrilenos pretendem revalidar o título.

Ronaldo é, porém, apenas uma das muitas ‘estrelas’ do plantel do Real Madrid, onde ‘moram’ Gareth Bale, Benzema, Modric, Kroos, James Rodríguez, Marcelo, Sergio Ramos ou os também internacionais lusos Pepe e Fábio Coentrão.

Os ‘merengues’ são os principais favoritos ao triunfo no agrupamento, mas não podem subestimar o Borussia Dorttmund, que possui um conjunto de jogadores de enorme qualidade, sob o comando de Thomas Tuchel.

Apesar de mais uma perda importante para o Bayern (Mats Hummels) e da saída de Mkhitaryan, para o Manchester United, os campeões europeus de 1996/97 reforçaram-se bem, nomeadamente com o regressado Götze, mais Schürrle e Bartra.

Aubameyang, Marco Reus e Kagawa são outras das ‘enormes’ figuras do Borussia Dortumund, que, a exemplo do Sporting, não esteve na edição transata da ‘Champions’ – caiu nos quartos de final da Liga Europa, após superar o FC Porto nos 16avos.

Quanto ao Legia Varsóvia, que em 1995/96 cometeu a proeza de chegar aos quartos de final da ‘Champions’, destaque para o avançado húngaro de origem sérvia Nemanja Nicolics, autor de 28 golos na última edição do campeonato polaco.

A formação portuguesa arranca em Madrid, para, depois, receber o Legia Varsóvia. Seguem-se os dois confrontos com o Borussia Dortmund, o primeiro em Alvalade, a receção aos campeões da Europa e, a fechar, a deslocação à Polónia.

Conteúdo publicado por Sportinforma