Futebol

13-09-2016 09:30

Benfica desfalcado quer arranque positivo na Champions

Equipa de Rui Vitória enfrenta o Besiktas de Quaresma se pode contar com Jonas, Raúl Giménez, Mitroglou e Rafa Silva.
Rui Vitória
Foto: JOSE COELHO / EPA

Rui Vitória, treinador do Benfica

Por SAPO Desporto sapodesporto@sapo.pt

O Benfica vai receber o Besiktas na primeira jornada com a certeza de que vai estar desfalcado na frente de ataque. O treinador dos encarnados não pode contar com Jonas, Giménez e Rafa Silva estando todos fora por lesão. A estes nomes acrescentou-se Mitroglou. O internacional grego ainda esteve perto de alinhar, mas ressentiu-se e fica de for a do jogo. Apesar da onda de baixas que se vive no Estádio da Luz, a equipa do Benfica quer começar da melhor maneira a primeira jornada do grupo B.

Frente ao Besiktas, campeão turco em título, Rui Vitória vai ter de voltar a criar ataque do nada. Gonçalo Guedes surge como a única opção fixa com Cervi ou Carrilo junta ao português no apoio. A escolha entre o internacional peruano e o jogador argentino é a grande dúvida antes do lançamento do jogo.

Na defesa existe outra dor de cabeça para o treinador português. Lindelof ficou de fora do jogo com o Arouca por precaução, mas já deverá estar disponível para o jogo da Liga dos Campeões. O internacional sueco junta-se a Jardel e Lisandro López nas opções.

O central brasileiro é um dos líderes do plantel e traz segurança à equipa portuguesa. Lisandro por sua vez tem mostrado um veia goleadora no campeonato. À quarta jornada o argentino já leva dois golos marcados.

Com três nomes para duas posições, Rui Vitória terá de escolher quem é que fica de fora do onze inicial. Uma coisa parece certa, Luisão não deverá ser opção para enfrentar os turcos na liga milionária.

Benfica recebe na Luz um Besiktas ‘aportuguesado’
Da Turquia chega uma formação mais ‘portuguesa’ do que é habitual no Besiktas. A equipa de Senol Gunes chega a Lisboa com a intenção de sair com a vitória ou, no mínimo, um empate. Para levar pontos de Portugal, o treinador turco apoia-se em jogadores conhecidos do futebol luso. À cabeça, Ricardo Quaresma. O antigo extremo do FC Porto é um dos jogadores mais acarinhados do clube e um ‘artista’ dentro da forma de jogar do Besiktas. Depois de ter sido campeão europeu por Portugal, está de volta a Turquia.

Novidades são Anderson Talisca e Aboubakar. O jogador brasileiro chegou ao Besiktas há pouco tempo por empréstimo do Benfica. Depois de ter perdido espaço na equipa de Rui Vitória, o médio assinou com os turcos duas épocas de cedência com opção de compra no final do empréstimo. A saída de Talisca esteve em causa durante o mercado de transferências, mas acabou por se concretizar.

Por empréstimo, mas do FC Porto, chegou Aboubakar aos turcos. O avançado camaronês perdeu o seu lugar para André Silva e o recém chegado Depoitre. Fora da lista de jogadores inscritos pelos dragões, Aboubakar começou a procurar colocação para si.

Os azuis e brancos ainda tentaram vender o ponta de lança mas sem sucesso. A solução passou por um empréstimo ao Besiktas. Na Turquia, o avançado ainda só jogou um jogo e ainda está à procura do melhor entrosamento com os novos colegas de equipa.

O Benfica recebe no Estádio da Luz o Besiktas no primeiro jogo da fase de grupos da Liga dos Campeões. Às duas equipas juntam-se Dínamo e Kiev e Nápoles que se enfrentam na Ucrânia à mesma hora. Os tricampeões nacionais entram em competição já esta terça-feira inseridos no grupo B. O pontapé de saída está marcado para as 19:45 horas.

Conteúdo publicado por Sportinforma