Liga dos Campeões

12-03-2017 13:12

Juventus não perde por dois golo há mais de 100 jogos

Equipa transalpina vai defrontar os 'dragões' em Turim.
Juventus festeja

Juventus festeja um golo

Por SAPO Desporto c/Lusa sapodesporto@sapo.pt

O FC Porto precisa de vencer por um mínimo de dois golos de diferença em Turim para poder chegar aos quartos de final da Liga dos Campeões em futebol, uma tarefa que os últimos 100 visitantes falharam.

A pentacampeã italiana em título tem no Juventus Stadium uma fortaleza, onde não perdeu qualquer encontro na presente temporada, nem em nenhum dos derradeiros 45 encontros, selados com 39 vitórias e seis empates.

Para encontrar o derradeiro desaire caseiro da ‘Juve’ é preciso recuar a 23 de agosto de 2015, dia em que tombou por 1-0 na receção à Udinese (golo do francês Cyryl Théréau, aos 78 minutos), na primeira ronda da ‘Serie A’ 2015/16.

O ‘problema’, para os portistas, é que este resultado não lhes serve, depois do 0-2 registado na primeira mão dos oitavos de final da ‘Champions’, face aos golos dos suplentes Pjaca e Dani Alves, após comprometedora expulsão de Alex Telles.

É, assim, necessário continuar a recuar nos registos caseiros da Juventus: atingindo os derradeiros 100 jogos, continua, porém, sem haver ‘sinal’ de qualquer derrota em casa da ‘velha senhora’ por mais do que um golo.

Na última centena de embates caseiros oficiais, a formação de Turim só conta, aliás, duas derrotas: além da Udinese, apenas venceu no Juventus Stadium a Fiorentina (1-2), para a primeira mão das meias-finais da Taça de Itália, a 05 de março de 2015. A ‘Juve’ venceria em Florença por 3-0.

De resto, os ‘bianconneri’ somaram 84 vitórias e cederam apenas 14 empates, um deles face ao Benfica, que, a 01 de maio de 2014, logrou uma igualdade a zero que lhe valeu um lugar na final da Liga Europa, já que triunfara na Luz por 2-1.

Voltando aos arquivos da ‘Juve’, é preciso chegar a 10 de abril de 2013 para descobrir um desaire em casa por dois golos, responsabilidade do Bayern Munique, vencedor por 2-0, num embate dos quartos de final da Liga dos Campeões.

Os bávaros, que tinham triunfado em casa pelo mesmo resultado, venceram com tentos do croata Mario Mandzukic, curiosamente agora jogador da ‘Juve’, aos 64 minutos, e do peruano Claudio Pizarro, nos descontos, aos 90+1.

Com este resultado, o FC Porto, que nunca virou uma eliminatória europeia depois de perder a primeira mão, em casa ou fora, por mais do que um golo, seguiria para prolongamento.

Para encontrar um resultado suficiente para os ‘dragões’ seguirem em frente nos 90 minutos ainda é, assim, necessário ir mais atrás, a 03 de novembro de 2012, dia em que a ‘Juve’ perdeu 3-1 com o Inter de Milão, para o campeonato.

A formação então comandada por Angelo Alessio adiantou logo no minuto inicial, pelo chileno Arturo Vidal, agora jogador do Bayern Munique, mas, na segunda parte, o Internazionale deu a volta ao encontro.

Os argentinos Diego Milito, aos 59 e 76 minutos, o primeiro na transformação de uma grande penalidade, e Rodrigo Palacio, aos 89, selaram o triunfo do Inter de Milão, na 11.ª ronda da edição 2012/13 da ‘Serie A’.

A receção da Juventus ao FC Porto, da segunda mão dos oitavos de final da Liga dos Campeões, está marcada para terça-feira, pelas 20:45 locais (19:45 em Lisboa), no Juventus Stadium, em Turim.

Conteúdo publicado por Sportinforma