Juventus x FC Porto

14-03-2017 11:50

Dragões em Turim à procura da missão que não é impossível.

FC Porto terá de fazer um registo histórico para passar à próxima fase da competição.
Andre Silva (D) disputa a bola com Chiellini
Foto: JOSE COELHO/LUSA

André Silva deve ser opção para Turim

Por José Rafael Lopes sapodesporto@sapo.pt

O FC Porto vai entrar em campo frente à Juventus com uma missão quase impossível. Se recuperar de uma desvantagem de dois golos já é complicado por si só, frente aos tetra campeões italianos será ainda mais. Nos últimos 100 encontros que realizou, a equipa de Turim não perdeu nem um por mais do que dois golos. Pois bem, este é o cenário que os 'dragões' precisam para poder poder seguir para os quartos de final.

Em casa da Juventus, a formação de Nuno Espírito Santo terá de melhorar bastante a exibição da primeira volta. Alex Telles é baixa confirmada depois de ter sido expulso no encontro da primeira mão. Para o seu lugar, Miguel Layún é a grande escolha pelo lado esquerdo enquanto Maxi Pereira assume a ala direita. Com efeito, não são esperadas grandes alterações à equipa habitual do FC Porto. A questão passa por saber se Héctor Herrera recuperou a tempo de ir a jogo frente à 'velha senhora'.

Do lado italiano também não são esperadas surpresas para enfrentar o FC Porto. Allegri deverá manter a aposta nos jogadores que conquistaram a vitória frente aos 'dragões' na primeira mão com destaque para a frente de ataque que impõe respeito a qualquer emblema europeu. Para além de Higuain e Dybala, Cuadrado é a opção rápida pela direita enquanto Madzukic surge pela esquerdo com um 'falso' extremo que procura os espaços dentro da área.


Cabeça no jogo, mas "Nada é impossível"

A tarefa do FC Porto não vai ser fácil, mas a equipa portuguesa já eliminou um emblema italiano na Liga dos Campeões. No play-off de acesso à fase de grupos da prova, FC Porto e Roma mediram forças na última eliminatória antes dos grupos. Apesar de a equipa romana ser considerada favorita - mais ainda depois de ter levado um empate 1-1 do Estádio do Dragão - o FC Porto acabou por viajar a Itália e bater a Roma no Olímpico para garantir o acesso à fase de grupos. Num encontro fora do comum, emblema italiano acabou reduzido a nove unidades frente aos 'azuis e brancos'.

A missão difícil do play-off resultou em apuramento e na presença na fase de grupos. Segui-se o apurpurado e o duelo com a Juventus. Depois do primeiro encontro, surge nova missão quase impossível no horizonte.

Em Turim, o objectivo é mais espinhosa, mas Nuno Espírito Santo assegurou que o 'Dragão' não se rende perante a Juventus. Na conferência de imprensa antes do arranque do jogo, Nuno Espírito Santo destacou a dificuldade da missão, mas reiterou que não há impossíveis.

"Nunca renunciamos ao jogo. O FC Porto nunca especula no jogo, tem é o seu plano para todos os jogos. Essa é a maneira de passar informações aos jogadores e entrar em competição. Nunca renunciar. Há um espírito competitivo tremendo e é isso que vamos tentar incorporar". (Recorde a conferência de Nuno Espírito Santo)

Do outro lado está Massimilano Allegri, treinador da Juventus. Para o italiano, a eliminatória ainda não está ganha e é preciso ter atenção ao que o FC Porto pode tentar fazer no reduto da 'velha senhora'.

" O FC Porto é uma equipa que sabe o que quer e vai tentar abrir o jogo desde o início. Teremos de ser responsáveis e conscientes de que temos de fazer outro grande jogo para passarmos. Fogo de artifício é só no fim do jogo". (Recorde a conferência do treinador da Juventus)


Em 2001 a história começou bem, mas não terminou de forma favorável

É preciso recuar até 2001 para se verificar a última visita do FC Porto a casa da Juventus. Com Octávio Machado no banco de suplentes, os 'dragões' até começaram da melhor maneiro ao adiantarem-se no marcador. No entanto, o emblema de Turim acabou por inverter o resultado e vencer por 3-1 no fim dos 90 minutos.

Com efeito, para passar aos quartos de final, o FC Porto tem de fazer um registo que nenhuma equipa lusa conseguiu fazer na história: Marca mais do que um golo em casa da Juventus. Caso consiga, os 'azuis e brancos' seriam a segunda equipa da história a vencer em casa da 'velha senhora'. Para encontrar a única vitória lusa em Turim é preciso regressar a 1967/68 quando o Benfica de Eusébio e Coluna venceu em casa da Juventus por 1-0 com um tento do 'Pantera Negra'. ~

O encontro da segunda mão dos oitavos de final está marcado para esta terça-feira, em Turim. À hora de Champions, FC Porto e Juventus medem forças no reduto dos transalpinos. A equipa portuguesa tem a complicada missão de recuperar de uma desvantagem de dois golos depois de ter sido derrotada, em casa, por 0-2.

Conteúdo publicado por Sportinforma