Bayern 1-2 R.Madrid

12-04-2017 21:38

Ronaldo faz golo 100 na UEFA e deixa Real perto das ´meias`

O Bayern até foi o primeiro a marcar por Vidal mas o chileno falhou um penálti depois e deu vida aos merengues que tem a eliminatória na mão.
Ronaldo festeja golo frente ao Bayern
Foto: Lusa

Ronaldo festeja golo frente ao Bayern

Por Evandro Delgado sapodesporto@sapo.pt

O 23.º duelo entre Bayern Munique e Real Madrid sorriu aos espanhóis graças a dois golos de Cristiano Ronaldo. Na primeira-mão dos quartos-de-final da Liga dos Campeões, o Bayern até foi o primeiro a marcar por Vidal, mas o chileno falhou um penálti depois e deu vida aos merengues que tem a eliminatória na mão.

Num dos jogos de cartaz dos quartos-de-final da Liga dos Campeões, uma espécie de final antecipada, os bávaros procuravam, em casa, uma espécie de vingança, depois do último encontro entre ambos não ter corrido bem. nas meias-finais da época 2013/2014, a formação de Munique perdeu por 1-0 no Santiago Bernabéu mas fez pior no Allianz Arena a ser goleado por 4-0. Guardiola, na altura técnico dos bávaros, via o objetivo Champions morrer frente ao Real.…de Ancelotti, atual técnico do Bayern.

Num jogo com fortes medidas de segurança, depois do atentado contra o autocarro do Dortmund esta terça-feira, Cristiano Ronaldo (o único português em campo, já que Pepe está lesionado, Coentrão foi para a bancada e Renato Sanches ficou no banco do Bayern) entrava em campo com o objetivo de voltar aos golos na Champions e atacar mais um recorde: ser o primeiro jogador a chegar ao golo 100 na prova milionária. Do lado do Bayern Munique, Lewandowski era a grande ausência. O avançado polaco lesionou-se num ombro no jogo com o Borussia Dortmund e não recuperou.

O Real que tinha 11 derrotas, nove vitórias e dois empates frente ao Bayern sabia que este não seria um passeio. Até porque os comandados de Ancelotti somavam 16 vitórias consecutivas em casa na Liga dos Campeões, numa sequência onde estão incluídas a vitória sobre o Benfica (1-0) e a goleada ao FC Porto (6-1). O Real Madrid entrou melhor, instalou-se no meio-campo contrário, roubando cedo a bola e não deixando o Bayern sair. Kroos assustou Neuer aos 18 num remate que Javi Martinez afastou. Aos 20 foi Neuer a ser gigante, negando o golo a Benzema. O francês cabeceou após centro de Kroos, Neuer desviou a bola com a ponta dos dedos para barra ante de agarrar a bola.

A resposta bávara foi cínica e chegou em forma de golo, pela cabeça do chileno Vidal. Após canto de Thiago Alcântara, o médio ganhou no duelo com Nacho e cabeceou forte, com Keylor Navas ainda a tocar na bola mas a não evitar o golo. O jogo passou a ser mais dividido, com o Bayern a aproveitar o embalo do golo para crescer e o Real a tentar responder logo de seguida.

Os minutos finais do primeiro tempo forma frenéticos. Vidal podia ter feito o 2-0 aos 41, mas o seu remate saiu ao lado. Ronaldo respondeu do outro lado e testou Neuer mas o alemão mostrou-se atento. Aos 44 o árbitro italiano Nicolla Rizzoli marcou penálti par ao Bayern por entender que Carvajal cortou um remate de Ribéry com a mão. Um erro tremendo já que o espanhol usou o peito e não o braço. Mas Vidal não aproveitou e disparou para as nuvens, perdendo assim uma soberana oportunidade.

E o futebol voltou a ser cruel já que no regresso, após o intervalo, o Bayern sofreu o empate pelo inevitável Cristiano Ronaldo. O português apareceu na pequena área a desviar um centro de Carvajal e a fazer o 1-1 aos 47 minutos, fazendo o seu 2º golo na prova. Aos 56 Neuer mostrou porque é um dos melhores do mundo e negou o golo a golo a Benzema num cabeceamento a queima roupa. Fez o que Navas não conseguiu no 1-0 do Bayern.

As aspirações da equipa de Ancelloti vão sofrer um duro golpe aos 60 minutos quando o espanhol Javi Martinez derrubou Ronaldo e recebeu o segundo amarelo. Uma infantilidade do defesa/médio. A partir daí só deu Real que, em superioridade numérica, foi à procura da vitória.

Benzema e Ronaldo tiveram o 2-1 nos pés, mas viria a ser o português a brilhar mais uma vez, aos 76. Ascensio, que entrou para o lugar do apagado bale, cruzou, CR7 desviou de sola. A bola passou por entre as pernas do gigante Neuer. Era o centésimo golo de Ronaldo nas competições europeias, contabilizando 97 golos na Champions, mais dois em pré-eliminatórias e outro numa Superataça Europeia.

Ancelotti, que tinha lançado Coman e Douglas Costa, ia vendo a sua equipa sem capacidade para ferir o Real. Os de Zidane, já com James Rodriguez e Kovacic iam controlando o jogo. Sergio Ramos até marcou nos descontos, mas estava em fora-de-jogo.

O Real Madrid vai para a segunda-mão com uma vanatagem preciosa e só tem de segurar a o resultado em casa.

Conteúdo publicado por Sportinforma