Liga dos Campeões

12-04-2017 19:37

Mónaco foi a Dortmund vencer por 3-2. Mbappé marcou dois

Mbappé bisou em Dortmund e garantiu a vantagem do Mónaco para o jogo da segunda mão.
Matthias Ginter disputa uma bola com Thomas Lemar durante o jogo entre Borussia Dortmund e Mónaco
Foto: EPA/FRIEDEMANN VOGEL

Matthias Ginter disputa uma bola com Thomas Lemar durante o jogo entre Borussia Dortmund e Mónaco.

Por Eduardo Santiago sapodesporto@sapo.pt

O AS Monaco de Leonardo Jardim venceu esta quarta-feira o Borussia Dortmund por 3-2, em jogo a contar para a primeira mão dos quartos de final da Liga dos Campeões. Dois golos de Mbappé e um auto-golo de Sven Bender permitiram à formação monegasca sair do estádio Signal Iduna Park com três golos. Dembelé e Kagawa reduziram para o Borussia Dortmund.

Um dia depois das explosões que atingiram o autocarro do Borussia Dortmund, e que deixaram o defesa central espanhol Bartra ferido, a receção do emblema alemão aos franceses do Monaco transformou-se num autêntico símbolo da luta contra o terrorismo em que mais de 80 mil adeptos marcaram presença bancadas para homenagear a paixão pelo desporto.

Antes do apito inicial, os futebolistas do Borussia Dortmund homenagearam Marc Bartra, ferido no atentado terrorista ao autocarro da equipa alemã, usando camisolas de apoio ao futebolista espanhol durante o aquecimento para o jogo da Liga dos Campeões com o Mónaco.

Depois do aquecimento, o público presente no estádio Signal Iduna Park cantou “You'll never walk alone”, o conhecido ‘hino’ do Liverpool e do Dortmund, entre outros.

Sem Christian Pulišić no onze inicial, o Borussia Dortmund apresentou-se com um trio defensivo constituído por Sven Bender, Sokratis Papastathopoulos e Matthias Ginter. Já do lado dos monegascos, a ausência de Benjamin Mendy foi a principal contrariedade de Leonardo Jardim que contou de início com o italiano Andrea Raggi, assim como João Moutinho, Bernardo Silva, Falcão e Mbappé, que assim regressou à equipa depois de dois jogos de descanso.

Num início de jogo com o Mónaco a surpreender o Borussia Dortmund, a equipa de Leonardo Jardim beneficiou logo aos 16 minutos de uma grande penalidade de Sokratis sobre Mbappé, mas Fabinho, chamado à conversão, acabou por atirar ao lado da baliza de Burki.

Não marcou Fabinho aos 16 minutos para o Mónaco, marcou Mbappé aos 19 minutos numa jogada em que o avançado francês estava em posição irregular no momento do passe.

A vencer por 1-0, o Mónaco ganhou confiança e foi à procura de dilatar a vantagem perante uma equipa do Borussia Dortmund muito apática para o normal. Aos 35 minutos, um auto-golo de Sven Bender colocou a formação visitante a vencer por 2-0 quando tentava evitar que Falcão chegasse à bola.

Ao intervalo, o Mónaco tinha uma vantagem tranquila de dois golos em Dortmund, esperando-se por isso uma reação dos anfitriões no segundo tempo.

Na etapa complementar do jogo, a equipa do Borussia Dortmund surgiu no relvado 'transfigurada' com a entrada do avançado Christian Pulišić para o lugar de Marcel Schmelzer e de Nuri Sahin para o lugar de Sven Bender.

O Borussia Dortmund apresentou-se completamente dominador, deixando a equipa de Leonardo Jardim intimidada com a forte reação dos alemães. Os remates iam-se sucedendo junto à baliza do Mónaco, e foi sem surpresas que os alemães marcaram o primeiro golo aos 57 minutos por intermédio de Dembelé após um passe de classe de Aubameyang para Shinji Kagawa e deste para o avançado francês.

Contra a corrente do jogo, o Mónaco dilatou a vantagem frente ao Borussia Dortmund com Mbappé a aproveitar um erro monumental de Piszczek para fazer o 3-1 aos 79 minutos.

Antes do apito final, o Borussia Dortmund ainda conseguiu reduzir a desvantagem com um golo de Kagawa aos 84 minutos num excelente gesto técnico do internacional japonês. A formação alemã ainda lutou pelo empate no jogo, mas a defesa monegasca não permitiu mais 'deslizes'.

Com este resultado, o Mónaco recebe o Borussia Dortmund no jogo da segunda mão em vantagem para seguir em frente para as meias-finais da Liga dos Campeões.

Conteúdo publicado por Sportinforma