Explosões em Dortmund

12-04-2017 08:49

Rebentamentos feriram um polícia

Agente da autoridade seguia de mota perto do autocarro do Dortmund.
Polícia alemã não tem indícios de terrorismo no ataque ao autocarro do Dortmund
Foto: Patrik STOLLARZ

Polícia tomou conta da situação

Por SAPO Desporto c/Lusa sapodesporto@sapo.pt

Um agente da polícia que seguia de moto junto ao autocarro da equipa de futebol alemã Borussia Dortmund quando rebentaram três engenhos explosivos também sofreu ferimentos juntando-se ao jogador espanhol Marc Batra, que teve de ser operado ao pulso.

A polícia informou hoje em comunicado a existência de um segundo ferido, sem avançar contudo mais detalhes sobre o seu estado de saúde ou sobre a autoria do ataque, que alegadamente terá sido especificamente dirigido contra a equipa.

O defesa catalão Marc Batra, de 26 anos que foi operado esta noite viajava no último banco do autocarro, tendo ficado ferido com os estilhaços do vidro traseiro, que partiu com as detonações.

Três explosões atingiram na terça-feira o autocarro do Borussia Dortmund, quando a equipa se dirigia para o seu estádio para defrontar os franceses do Mónaco na primeira mão dos quartos de final da Liga dos Campeões.

O jogo acabou por ser adiado para as 17:45 (horas de Lisboa) de hoje.

Fonte da polícia disse que foram usadas três cargas explosivas quando o autocarro estava a sair da unidade hoteleira onde estava concentrada para rumar ao seu estádio, situado a cerca de dez quilómetros.

De acordo com a AFP, que recolhe as informações da agência alemã DPA, a polícia não usa a palavra atentado para descrever o incidente, mas sim “ataque grave com explosivos”.

Conteúdo publicado por Sportinforma