Borussia Dortmund

17-04-2017 12:43

Depois do atentado contra autocarro, Burki não consegue dormir

O guardião suíço esteve na baliza nessa derrota por 3-2 frente ao Mónaco de Leonardo Jardim.
Autocarro do Borussia após atentado
Foto: Lusa

Autocarro do Borussia após atentado

Por SAPO Desporto sapodesporto@sapo.pt

Roman Burki falou pela primeira vez após o atentado contra o autocarro do Borussia Dortmund. O guarda-redes admite que está a ser muito difícil esquecer tudo.

"Continuo com problemas para dormir de noite. Quando acordo, fico contente por estar em casa, com a minha família", afirmou.

O atentado ocorreu na terça-feira passada, dia 11 de abril, pouco tempo antes do jogo com o Mónaco, o que levou a que o encontro fosse adiado para o dia seguinte. Os alemães perderam com os franceses por 3-2, num jogo em que ainda estavam em choque.

"Apercebia-me das coisas em campo um pouco tarde, como se tivesse os olhos tapados por um véu", atirou.

Aquando do atentado, Burki ia ao lado de Bartra, o único jogador que ficou ferido após o incidente.

O guardião suíço esteve na baliza nessa derrota por 3-2 frente ao Mónaco de Leonardo Jardim. As duas equipas voltam a enfrentar-se esta terça-feira, em França, para a segunda-mão.

Conteúdo publicado por Sportinforma