Liga dos Campeões

18-04-2017 22:40

Ancelotti: "UEFA tem de escolher melhores árbitros ou introduzir o vídeo-árbitro"

Técnico italiano critica UEFA pela escolha do árbitro do jogo entre Real Madrid e Bayern Munique.
Carlo Ancelotti

Técnico italiano critica UEFA pela escolha do árbitro do jogo entre Real Madrid e Bayern Munique.

Por SAPO Desporto sapodesporto@sapo.pt

O Real Madrid apurou-se hoje pela sétima vez consecutiva para as meias-finais da Liga dos Campeões de futebol, após vencer o Bayern Munique, por 4-2, com um ‘hat-trick’ de Cristiano Ronaldo, que chegou aos 100 golos na prova.

Depois do triunfo por 2-1 na primeira mão, a formação espanhola, detentora do troféu, voltou a bater os germânicos no Santiago Bernabéu, desta vez após prolongamento, já que o Bayern Munique empatou a eliminatória no tempo regulamentar.

Depois do ‘bis’ alcançado na Baviera, Cristiano Ronaldo voltou a ser determinante, com golos aos 76, 105 e 110 minutos, e assegurou a passagem do Real Madrid, que se tornou na primeira equipa da história a alcançar pela sétima vez seguida as ‘meias’ da ‘Champions’.

Uma semana depois de ter alcançado a marca dos 100 golos nas competições europeias, Ronaldo chegou ao 100 em jogos apenas a contar para a importante competição europeia.

Com o português Renato Sanches na bancada, o Bayern Munique chegou à vantagem pelo polaco Lewandowski, na marcação de uma grande penalidade, aos 53 minutos, e beneficiou de um autogolo de Sergio Ramos, aos 78. Pelo meio, Ronaldo marcou para os 'merengues'.

O chileno Vidal foi expulso aos 84 minutos e complicou a vida do Bayern Munique, que foi obrigado a jogar o prolongamento com menos uma unidade.

O Real Madrid aproveitou e, depois de Ronaldo ter marcado mais dois, Asensio fechou a contagem, aos 112, depois de grande jogada do brasileiro Marcelo, que completou 400 jogos pelo emblema espanhol.

No final do jogo, o técnico italiano do Bayern Munique mostrou-se desiludido com a eliminação da sua equipa e criticou a actuação do árbitro do jogo pela expulsão de Vidal e o golo de Cristiano Ronaldo em fora-de-jogo.

"Estivemos muito bem neste jogo, mas creio que merecíamos mais", começou por dizer Carlo Ancelotti após o apito final.

"As decisões do árbitro penalizaram-nos, e muito, o Vidal foi mal expulso e os dois golos do Cristiano no prolongamento são em fora-de-jogo", atirou o antigo treinador do Real Madrid para depois apontar críticas à UEFA pela escolha do árbitro: "Nos quartos de final, a UEFA tem de escolher melhores árbitros ou introduzir o vídeo-árbitro pois há demasiados erros neste jogo".

Conteúdo publicado por Sportinforma