Mónaco-Dortmund

19-04-2017 12:57

A noite em que o '13' poderá ser de sorte para Jardim

Encontro da segunda mão dos quartos de final da Liga dos Campeões está marcado para as 19h45.
Borussia Dortmund vs AS Monaco
Foto: FRIEDEMANN VOGEL/EPA

Jogo da primeira mão terminou com a vitória do Mónaco por 3-2

Por Inês Antunes sapodesporto@sapo.pt

Passaram 13 anos desde a última presença do Mónaco nas meias-finais da Liga dos Campeões. Nessa altura, os monegascos chegaram até onde podiam ir: à final em Gelsenkirchen, onde acabaram derrotados pelo FC Porto de José Mourinho (0-3). Hoje, com Leonardo Jardim no comando técnico, o atual líder do campeonato francês tenta chegar mais perto de Cardiff (palco da final de 2016/2017), partindo para a receção ao Borussia Dortmund com uma vantagem de 3-2 amealhada no encontro da primeira mão, duelo em que o resultado acabou por ser o menos importante numa semana ensombrada pelo ataque ao autocarro que transportava a equipa alemã.

Em Dortmund, o Mónaco deu a provar um pouco do seu ‘veneno’: três golos, dois de Mbappé – houve ainda um penálti falhado -, a mostrarem o porquê de este ser um dos ataques mais temíveis da Europa. A equipa de Thomas Tuchel estava evidentemente fragilizada pelos recentes acontecimentos – muitas críticas à UEFA por ter adiado o encontro para o dia seguinte ao incidente – mas ainda conseguiu somar dois golos no Signal Iduna Park.

Para o encontro no Estádio Louis II, Leonardo Jardim conta com os regressos de Mendy e Bakayoko mas terá de arranjar soluções para colmatar a ausência de Fabinho, que está impedido de jogar depois de ter visto a cartolina amarela na primeira mão. O treinador português, contudo, garante que os monegascos não vão mudar o seu ADN para este jogo.

“A nossa equipa está habituada a jogar de uma certa forma e não vamos mudar agora. Provavelmente vamos precisar de marcar para nos qualificarmos. Estou à espera de um Borussia a jogar ao ataque, agora com o Reus e o Castro recuperados, que são dois jogadores importantes”, disse o técnico, no lançamento da partida com o Mónaco.

O Dortmund, por sua vez, procura a quinta presença nas meias-finais da Champions – a última foi em 2013, precisando de pelo menos dois golos para dar a volta à eliminatória. Convém referir que a equipa de Thomas Tuchel não venceu os últimos dois jogos fora de portas para a liga milionária, um dos quais frente ao Benfica (derrota por 1-0 na Luz).

Em conferência de imprensa, o técnico considera que o incidente da semana passada, apesar de ter deixado as suas marcas na comitiva do Dortmund, não terá qualquer interferência no desenrolar do encontro. “Estamos estabilizados emocionalmente e totalmente concentrados no jogo. Conhecemos as nossas qualidades, sabemos o percurso que temos feito na Champions e não queremos parar por aqui”, referiu o alemão.

De volta ao ativo está Marco Reus. O jogador, que esteve seis semanas afastado da competição devido a lesão, mostrou que está em alta ao marcar ao Eintracht Frankfurt apenas 122 segundos depois de entrar em campo, em jogo da Bundesliga. Em sentido inverso, Gotze e Schurrle falham o duelo no Principado, Durm e Rode ainda estão em dúvida.

O encontro entre Mónaco e Borussia Dortmund está marcado para as 19h45 desta quarta-feira, no Estádio Louis II.

Conteúdo publicado por Sportinforma