Futebol: Espanha

11-11-2012 20:59

Atlético Madrid regressa às vitórias

Este triunfo permite aos "colchoneros" reduzir para três pontos a distância para o líder Barcelona.
Atlético Madrid regressa às vitórias

Por SAPO Desporto sapodesporto@sapo.pt

O Atlético de Madrid regressou, este domingo, às vitórias na Liga espanhola de futebol, ao vencer em casa o Getafe por 2-0, mantendo-se, assim, a três pontos do líder FC Barcelona (4-2 em Maiorca), após 11 jornadas.

Adrian Silva, aos 24 minutos, e o turco Arda Turan, aos 43, selaram o triunfo dos “colchoneros”, que haviam perdido por 2-0 em Valência na última ronda e tinham sido derrotados pelo mesmo resultado frente à Académica, na quinta-feira.

Com este resultado, o Atlético de Madrid passou a somar 28 pontos, contra 31 do FC Barcelona, que reforçou hoje o seu melhor início de sempre na prova, ao somar o 10.º triunfo em 11 jogos, com mais um “bis” de Lionel Messi.

O argentino, que passou a somar 15 golos na prova e 76 em 2012, superando o recorde num ano do “Rei” Pelé (75 em 1958), apontou o segundo golo dos catalães, aos 44 minutos, e resolveu o encontro, aos 70, depois de um início de segunda parte em que os locais recuperaram de 0-3 para 2-3.

Em Palma de Maiorca, os catalães, que ainda só cederam dois pontos (2-2 na receção o Real Madrid), inauguraram o marcador aos 28 minutos, num livre perfeito de Xavi, isto depois de uma grande defesa de Valdés, aos 22, a remate de Pedro Bigas.

O “onze” de Tito Vilanova, que a meio da semana havia perdido por 2-1 em Glasgow, com o Celtic, manteve o controlo do encontro, mas só viria a aumentar a vantagem quase em cima do intervalo, por Messi, aos 44 minutos, com a ajuda de um “frango” de Aouate, e por Cristian Tello, de pé direito, aos 45.

Com três golos de avanço, o “Barça” entrou a “dormir” na segunda parte e os locais aproveitaram para reentrar na discussão do encontro, com tentos do francês Michael Pereira, aos 55, e de Victor, aos 58, de grande penalidade.

O triunfo dos catalães ficou em risco, mas apenas até aos 70 minutos, altura em que Messi “bisou”, com um espetacular remate de pé esquerdo, depois de um passe com o peito do chileno Alexis Sanchez, que havia entrado pouco antes para o lugar de Villa.

Nos outros encontros já disputados hoje, o Athletic recebeu e bateu o Sevilha por 2-1, com tentos de De Marcos e Susaeta, e o Valladolid empatou 1-1 em casa com o Valência, equipa em que o internacional luso João Pereira não saiu do banco.