Real Madrid

08-09-2013 12:39

Ozil fazia noitadas e era mulherengo

De acordo com a imprensa espanhola, citando o clube madrileno, Ozil gostava de noitadas e era mulherengo.
Ozil fazia noitadas e era mulherengo

Por SAPO Desporto sapodesporto@sapo.pt

Parece ter sido essa a razão para a venda de Ozil por parte do Real Madrid. Florentino Perez, presidente dos merengues, irá reunir com os sócios a 18 e 19 deste mês para explicar as vendas de Ozil e Higuain.

A saída do médio alemão surpreendeu muitos adeptos de futebol e mesmo os jogadores do Real Madrid terão ficado espantadas com a venda de um jogador tão influente na equipa.

De acordo com a imprensa espanhola, citando fontes  do clube madrileno, Ozil gostava de noitadas e era mulherengo.

A mesma fonte refere que o jogador mantinha a disciplina da sua religião (Ozil é muçulmano) quando chegou a Madrid mas depois ter-se-mudado, tanto a nível mental como a nível comportamental. O jogador, diz a imprensa espanhola, tinha muitas saídas noturnas, era obcecado por mulheres, o que fazia com que dormisse pouco. E isso refletia-se no seu rendimento em campo.

Outro dado que terá pesado na decisão de vender Ozil foi o facto de o seu pai e empresário pedir a renovação do contrato e um aumento salarial, de 6,5 para 8,5 milhões de euros por ano, livre de impostos para depois, em contactos com jornalistas, colocá-lo em mercados como Inglaterra, França ou Alemanha.

Já a saída de Higuain deve-se ao facto de o pai do jogador pedir também um aumento salarial, afirmando que tinha ofertas de clubes de Inglaterra mas que nunca chegaram ao Real Madrid. E quando surgiu o interesse do Nápoles o clube espanhol nem hesitou.

Conteúdo publicado por Sportinforma