Getafe 0-3 Real Madrid

18-01-2015 12:49

Bis de Ronaldo ajuda Real a voltar às vitórias

O Real Madrid repete assim o resultado da época passada e passa a ter 45 pontos, mais quatro que o Barcelona.
Cristiano Ronaldo
Foto: DANI POZO / AFP

Cristiano Ronaldo

Por SAPO Desporto sapodesporto@sapo.pt

O Real Madrid está de volta às vitórias. Os merengues venceram o Getafe por 3-0 em jogo da 19.ª jornada, com mais dois golos de Ronaldo que já leva 28 esta época na Liga Espanhola. Impressionante.

Sem Pepe, que se lesionou no jogo a meio da semana frente ao Atlético Madrid, Ronaldo era o único português em campo. O avançado fazia o seu primeiro jogo na Liga, depois de ter sido coroado melhor do mundo na segunda-feira.

Carlo Ancelotti queria ver a equipa voltar aos triunfos e afastar um cenário de crise, depois da eliminação na Taça do Rei e do empate na jornada anterior da Liga Espanhola.

O Real sentiu muitas dificuldades para ultrapassar o Getafe no Coliseum Alfonso Perez. James teve o golo nos pés aos 28 minutos mas Lago evitou o tento do colombiano. Já quase a terminar a primeira parte foi Kroos a ver a barra negar-lhe o golo, depois de um remate potente, de pé esquerdo, de fora da área.

No segundo tempo os merengues tiveram de puxar dos galões para ultrapassar a formação valenciana.

A pressão merengue na segunda parte deu frutos aos 63 minutos pelo inevitável Cristiano Ronaldo. O português iniciou e finalizou uma jogada que passou por Isco, James e Benzema.

Aberto o "cofre", o Getafe saiu à procura do empate, expondo-se mais aos contra-ataques merengues. Com mais espaço, a turma "blanca" fez o 2-0 quatro minutos depois por Bale, a passe de James.

As contas do jogo foram fechadas por Cristiano Ronaldo aos 79 minutos, quando o português desviou, de cabeça, um centro de James. Era o 28.º golo do português na prova, com a média de 1,6 golos por jogo.

O Getafe tentou o golo de honra a todo o custo mas a defensiva merengue não permitiu.

O Real Madrid repete assim o resultado da época passada e passa a ter 45 pontos, mais quatro que o Barcelona.

Conteúdo publicado por Sportinforma