Real Madrid

09-09-2016 13:55

Zidane considera "absurda e injusta" punição da FIFA

Técnico francês criticou a punição da UEFA apelidando-a de 'absurda e injunta'.
Real Madrid Team press conference
Foto: Lusa

Zidane considera "absurda e injusta" punição da FIFA

Por SAPO Desporto c/Lusa sapodesporto@sapo.pt

O treinador do Real Madrid, Zinedine Zidane, considerou hoje “absurda e injusta” a sanção da FIFA que impede os ‘merengues’ de inscrever reforços até janeiro de 2018, por ter infringido as regras quanto aos futebolistas menores de idade.

“Não entendo nada. Isto é absurdo e o clube vai fazer todo o possível para mudar isso. Por isso, não posso dizer mais, vamos esperar, porque é um castigo que acaba de sair e espero que as coisas se resolvam rápido”, disse.

Zidane declarou a intenção de o clube recorrer até às ultimas instâncias, incluindo o Tribunal Arbitral do Desporto (TAS), depois de ver o comité de apelo da FIFA recusar os seus argumentos.

“Vamos esperar. É chato, não entendo e isso incomoda-me”, desabou.

Zidane refuta a ideia de que isso prejudique a equipa neste momento, assegurando que está “muito contente com um plantel grande, com 24 futebolistas à disposição”.

“Vou contar como todos os jogadores. A sanção existe e não se pode mudar. Se temos de ficar assim dois anos, estou contente com este grupo”, disse.

O castigo da FIFA abrange também o Atlético de Madrid.

“Como consequência da infração dos artigos 5, 9, 19 e 19b (…) do regulamento sobre o Estatuto e Transferência de Jogadores, a ambos os clubes se proíbe a inscrição de futebolistas nacionais ou estrangeiros durante dois períodos de contratação”, explicou a FIFA, que esclarece ser apenas no caso do futebol profissional e que não os impede de “libertar jogadores”.

Conteúdo publicado por Sportinforma