Espanha

10-09-2016 19:58

Sevilha quebra invencibilidade do Las Palmas

O modesto recém-promovido era um dos líderes da liga espanhola.
Jorge Sampaoli
Foto: Claudio Reyes / AFP

A equipa de Jorge Sampaoli venceu nos descontos

Por SAPO Desporto c/ Lusa sapodesporto@sapo.pt

Dois golos nos instantes finais permitiram hoje ao Sevilha bater em casa o Las Palmas (2-1), que esteve a vencer e ‘ameaçou’ manter o pleno de triunfos, em encontro da terceira jornada da Liga espanhola de futebol.

Líder da prova em igualdade com os ‘monstros’ FC Barcelona e Real Madrid, após duas rondas, o Las Palmas saiu na frente, graças a um tento madrugador de Tana, aos 16 minutos.

A formação de Quique Setién foi aguentando a vantagem, mas, aos 88 minutos, Pedro Bigas cometeu falta na área, foi expulso e, na transformação do castigo máximo, o suplente Pablo Sarabia restabeleceu a igualdade.

Na parte final, contra 10, o conjunto de Jorge Sampaoli ainda conseguiu chegar à vitória, com um golo aos 90+4 minutos, de Carlos Fernandez, jogador que também começou no banco.

Com este triunfo, o Sevilha isolou-se, à condição, no segundo posto, com sete pontos, a dois do Real Madrid, que bateu em casa o Osasuna por 5-2, num jogo que marcou o regresso aos relvados de Cristiano Ronaldo, dois meses depois.

O ‘capitão’ da seleção portuguesa inaugurou o marcador, aos seis minutos, com o brasileiro Danilo, aos 40, Sergio Ramos, aos 45+1, o central internacional luso Pepe, aos 56, e o croata Modric, aos 62, a apontarem os outros tentos ‘merengues’.

Depois de estar a perder por 5-0 com o primeiro adversário do Sporting na ‘Champions’, o Osasuna marcou dois golos, por Oriol Riera, aos 64 minutos, e David Garcia, aos 78, e, pelo meio, Roberto Torres ainda falhou um penálti.

No outro encontro disputado na tarde de hoje, o Villarreal venceu por 2-0 no reduto do Málaga, com tentos de Jaume Costa, aos 33 minutos, e Nicole Sansone, aos 44. Bruno Soriano ainda desperdiçou uma grande penalidade, aos 40.

O Villarreal passou a somar cinco pontos, tal como o Atlético de Madrid, que, no jogo matinal, goleou fora o Celta de Vigo por 4-0, com tentos de Koke (53 minutos), do francês Antoine Griezmann (73 e 81) e do argentino Angel Correa (89), sendo que Tiago entrou aos 82.

Conteúdo publicado por Sportinforma