Futebol

03-12-2016 00:45

´Football Leaks` diz que Ronaldo também fugiu ao fisco

O avançado português terá, alegadamente, utilizado uma empresa fictícia sediada nas Ilhas Virgens para ocultar receitas de publicidade de 75 milhões de euros.
Cristiano Ronaldo
Foto: SSWP-BackOffice

Cristiano Ronaldo

Por SAPO Desporto c/Lusa sapodesporto@sapo.pt

O semanário alemão Der Spiegel e o diário espanhol El Mundo, que integram um consórcio de órgãos de comunicação social, noticiam hoje que Cristiano Ronaldo evadiu, supostamente, milhões de euros em impostos através de uma sociedade nas Ilhas Virgens.

A informação, que também envolve outros jogadores, como o internacional alemão Mesut Ozil, do Arsenal, foi colhida a partir de 1.900 gigabytes de documentos a que o referido consórcio de órgãos de comunicação social (OCS) europeus teve acesso e sobre os quais trabalharam 60 jornalistas durante mais de sete meses.

Esses documentos foram cedidos aos citados OCS pela plataforma digital ‘Football leaks’, que surgiu em Portugal e que assume ter como objetivo denunciar a corrupção, a fraude e a evasão fiscal no futebol.

De acordo com os documentos revelados pelo ‘Football Leaks’, são muitas a estrelas do futebol internacional que se esforçam por ocultar os seus rendimentos ao fisco, dando como exemplos concretos os de Ronaldo e Ozil.

O avançado português terá, alegadamente, utilizado uma empresa fictícia sediada nas Ilhas Virgens para ocultar receitas de publicidade de 75 milhões de euros e, segundo o Der Spiegel, alguns colaboradores próximos de Ronaldo revelaram-se preocupados com a possibilidade de detalhes da sociedade caribenha chegarem ao conhecimento das autoridades.

O Der Spiegel e outros OCS que compõem o consórcio – de que fazem parte o espanhol El Mundo, o austríaco Der Falter, o belga Le Soir, o dinamarquês Politiken, o italiano L’Expresso, o francês Mediapart, o sérvio Newsweek e o romeno RCIJ The Black Sea – asseguram que irão continuar a publicar novas denúncias relacionadas com o futebol profissional nas próximas semanas.

Entretanto, a Gestifute, do agente Jorge Mendes, que representa os interesses de Cristiano Ronaldo e José Mourinho, já tinha feito saber, na quinta-feira, numa declaração pública, que ambos estão em dia com as suas obrigações fiscais, tanto em Espanha como no Reino Unido.

Na mesma declaração, enviada à Agência Lusa, a Gestifute sublinhava que Cristiano Ronaldo e José Mourinho nunca estiveram envolvidos em qualquer processo judicial relativo à prática de qualquer delito fiscal e ameaçava que qualquer insinuação ou acusação dessa natureza em relação a ambos será denunciada e perseguida nos tribunais.

Ainda hoje, a Gestifute apresentou um certificado da Agência Estatal da Administração Tributária de Espanha, datado de 28 de novembro de 2016, a comprovar que o atual treinador do Manchester United tem as suas obrigações fiscais com o Estado espanhol em dia.

Conteúdo publicado por Sportinforma