Barcelona

04-04-2017 14:50

Luis Enrique vai mesmo tirar um 'ano sabático'

Treinador do FC Barcelona revelou que precisa de recuperar de três épocas intensas em Camp Nou.
Barcelona FC press conference
Foto: Lusa

Treinador do FC Barcelona revelou que precisa de recuperar de três épocas intensas em Camp Nou.

Por SAPO Desporto c/Lusa sapodesporto@sapo.pt

O treinador do FC Barcelona, o espanhol Luis Enrique, confirmou hoje que vai tirar um ano sabático depois de abandonar o clube catalão de futebol no final da temporada, por ter “necessidade de recuperar” das últimas três épocas.

“Se deixo o FC Barcelona, onde tenho uma relação incrível com o clube e com os jogadores, não é para ir para outra equipa. É porque tenho a necessidade de recuperar. Onde é que estaria melhor do que aqui?”, explicou o técnico, de 46 anos, que anunciou há semanas que ia abandonar o ‘Barça’, que treina há três épocas e onde conquistou vários títulos, entre eles a Liga dos Campeões em 2015.

O antigo técnico dos italianos da Roma recusou ainda comentar a possibilidade do adjunto, Juan Carlos Unzué, assumir o comando dos catalães, por não querer interferir na escolha.

Na antevisão do encontro de quarta-feira com o Sevilha, da 30º jornada da liga espanhola, Luis Enrique comentou ainda o sucedido no jogo da equipa secundária, que venceu o Eldense por 12-0 num encontro envolto em polémica por suspeitas de resultados combinados.

“É um tema muito delicado, que tem de ser tratado com seriedade, porque noutros países já vimos estas situações desagradáveis. O ‘Barça’ B não tem nada a ver com isto, é uma vítima de chantagem”, defendeu o espanhol.

A polícia espanhola já deteve o treinador do Eldense e um responsável do clube por suspeitas de resultado combinado com o FC Barcelona B.

A investigação foi espoletada pela denúncia de um jogador da equipa, Cheik Saad, de que o resultado foi combinado por quatro companheiros de equipa, com a conivência do treinador.

O técnico Filippo Vito, detido na segunda-feira à noite, orienta a equipa desde janeiro, altura em que o clube passou a ser controlado por um grupo empresarial italiano, cujo responsável também foi preso.

A comissão de gestão do clube anunciou no domingo a desvinculação do grupo de investimento italiano e a suspensão da atividade desportiva de equipa principal, por suspeita de envolvimento de alguns jogadores em esquemas de viciação de resultados.

Em simultâneo, a comissão do Eldense pediu à Liga e a federação espanhola que investiguem o assunto.

Conteúdo publicado por Sportinforma