Espanha

25-05-2017 15:53

Juíza ordena prisão preventiva, sem fiança, de ex-presidente do Barcelona

A juíza Carmen Lamela determinou a prisão por considerar que existe perigo de fuga e risco de destruição de provas.
 Sandro Rosell, ex-presidente do Barcelona
Foto: DR

Sandro Rosell, ex-presidente do Barcelona

Por SAPO Desporto c/ Lusa sapodesporto@sapo.pt

A Audiência Nacional espanhola ordenou hoje a prisão preventiva, sem fiança, de Sandro Rosell, antigo presidente do FC Barcelona, suspeito de branqueamento de capitais.

A juíza Carmen Lamela determinou a prisão por considerar que existe perigo de fuga e risco de destruição de provas.

A Audiência Nacional ordenou também a prisão de Joan Besoli, advogado e político, suspeito de ser o responsável pela criação de empresas no Principado de Andorra, que era utilizadas para branqueamento de capitais.

Rosell é suspeito de, juntamente com Ricardo Teixeira, antigo presidente da federação brasileira de futebol, ter cobrado comissões ilícitas no valor de 6,5 milhões de euros, pelos direitos audiovisuais de 24 jogos particulares da seleção brasileira de futebol, que eram depois 'branqueadas' através de empresas em paraísos fiscais.

O antigo presidente do FC Barcelona foi hoje presente a tribunal, depois de ter sido detido na terça-feira e interrogado pela polícia.

Conteúdo publicado por Sportinforma