Braga 0-2 Besiktas

14-02-2012 19:21

A expulsão que ditou a derrota do Braga

Hélder Barbosa foi expulso aos 29 minutos, após ver o segundo amarelo. O árbitro holandês Kevin Blom entendeu que o extremo português simulou uma grande penalidade.
A expulsão que ditou a derrota do Braga

Por João Agre sapodesporto@sapo.pt

Os minhotos do Sporting de Braga perderam, esta terça-feira, com o Besiktas por 0-2, com golos de Sivok (37') e Simão Sabrosa (58'), em encontro da primeira mão dos 16 avos de final da Liga Europa, disputado no Estádio Axa, em Braga.

Leonardo Jardim viu-se privado do seu habitual lateral esquerdo, o nigeriano Elderson, e o treinador madeirense ofereceu a titularidade do referido lugar ao português Miguel Lopes, contando com cinco portugueses no "onze inicial". Quim, Hugo Viana, Custódio e Hélder Barbosa completaram o quinteto luso. Do lado do Besiktas, a equipa mais portuguesa da Turquia e orientada pelo bracarense Carlos Carvalhal, alinhou com Simão Sabrosa, Manuel Fernandes e Quaresma desde o início.

A primeira parte ficou marcada pela expulsão do extremo Hélder Barbosa aos 29 minutos de jogo depois de ver o segundo certão amarelo. O árbitro holandês Kevin Blom entendeu que Hélder Barbosa simulou uma grande penalidade. No entanto, o atacante dos bracarenses acabou por ser tocado dentro da grande área.

Oito minutos mais tarde, o Besiktas inaugurou o marcador por intermédio de Sivok, após pontapé de canto cobrado por Manuel Fernandes.

Tendo passado grandes dificuldades no primeiro tempo, o Sporting de Braga foi para o intervalo em desvantagem, reduzido a dez elementos e a perder em casa.

No segundo tempo, Leonardo Jardim optou por substituir o médio Mossoró pelo avançado Carlão, à procura do golo do empate. No entanto, a equipa minhota ressentiu-se da expulsão de Hélder Barbosa e saiu de casa sem conseguir marcar, fator importante nas eliminatórias.

A tentar de tudo para chegar ao golo, as linhas defensivas do Braga começaram a dar mais apoio ao ataque e foi devido a esta atitude que os Guerreiros do minho sofreram o segundo golo, com selo português.

Depois de ter levado o cartão amarelo, Simão Sabrosa foi o autor do outro golo turco, que permite ao Besiktas gerir o resultado no encontro da segunda mão, agendada para 23 de fevereiro em Istambul.

A equipa orientada por Leonardo Jardim terá de marcar, pelo menos, três golos e não sofrer para passar aos oitavos de final da Liga Europa, prova onde chegou, na época passada, à final em Dublin com o FC Porto. Contudo, convém recordar que a casa dos Besiktas é um dos estádios mais temidos da Europa pelo fervoroso apoio dos adeptos turcos.