Manchester United

04-08-2016 17:32

Membro do FIFPro acusa Mourinho de 'bullying' sobre Schweinsteiger

O jogador alemão de 32 anos não entra nas opções do técnico português para a nova época do United.
Jose Mourinho in Portugal
Foto: Lusa

O treinador português deixou o alemão de fora do jogo com o Everton

Por SAPO Desporto c/ Lusa sapodesporto@sapo.pt

Um membro da Federação Internacional de Futebolistas Profissionais (FifPro) disse hoje que José Mourinho devia ser preso por ‘bullying’ sobre o internacional alemão Bastian Schweinsteiger, atual jogador do Manchester United.
O treinador português não conta com o médio alemão e deu ordem para que este passasse a treinar com as reservas dos ‘red devils’.
Schweinsteiger nem sequer foi convocado para o jogo de quarta-feira, de homenagem a Wayne Rooney, frente ao Everton, que terminou com um nulo, apesar de Mourinho ter utilizado 22 jogadores.
O esloveno Dejan Stefanovic, advogado e membro da FifPro, afirmou à BBC World Service Sport: “É claramente um caso de ‘bullying’. Na Eslovénia, Mourinho teria sido indiciado e pedida a pena máxima, três anos de prisão. O objetivo é desencorajar Bastian [Schweinsteiger]. Mourinho está a dar um mau exemplo. Gostaria de levá-lo a um tribunal comum”.
Stefanovic aconselha o médio alemão a apresentar uma queixa na FifPro para que esta possa agir e tentar uma penalização a José Mourinho. “Todos os jogadores do plantel principal têm de treinar com os técnicos principais, no mesmo local e à mesma hora. É algo que devia ser aplicado a todos os clubes e que devia estar nos regulamentos da FIFA”, acrescentou Stefanovic.
O antecessor de Mourinho no cargo, o holandês Louis Van Gaal, foi o responsável pela contratação na época passada de Bastian Schweinsteiger, que assinou um contrato de três anos, mas o médio alemão, de 32 anos, teve uma primeira época em Old Trafford marcada por lesões e fraco rendimento.
Conteúdo publicado por Sportinforma