Inglaterra

30-08-2016 13:34

Schweinsteiger: "A minha vontade é jogar no Manchester e ajudar a equipa"

Schweinsteiger reitera vontade de jogar no Manchester United.
Schweinsteiger
Foto: Lusa

Schweinsteiger

Por SAPO Desporto c/Lusa sapodesporto@sapo.pt

O futebolista internacional alemão Bastian Schweinsteiger voltou hoje a garantir que quer continuar a jogar no Manhcester United, treinado pelo português José Mourinho, mas admitiu que a transferência para os Estados Unidos “é uma opção”.

“A minha vontade é jogar no Manchester e ajudar a equipa”, afirmou Schweinsteiger na concentração da seleção alemã de futebol para um jogo particular com a Finlândia que marcará o seu adeus à ‘mannschaft’.

Bastian Schweinsteiger, de 32 anos, usou várias vezes a expressão “o meu sonho” para falar da vontade de jogar no Manchester United, apesar de reconhecer que o treinador José Mourinho lhe fechou a porta.

“Ele [Mourinho] não me disse que era impossível, mas disse-me que será muito complicado”, disse o futebolista alemão, acrescentando que a 26 de agosto o técnico português lhe disse: “Tenho Paul Pogba, Ander Herrera, Morgan Schneiderlin, Marouane Fellaini e Michael Carrick. São cinco jogadores para duas posições, parece-me complicado que tenhas chances”.

Schweinsteiger garantiu que não irá deixar o futebol e quando questionado sobre a hipótese de jogar nos Estados Unidos referiu apenas: “É uma opção”.

Contratado ao Bayern Munique em 2014/15, por cerca de 16,9 milhões de euros, o internacional alemão disputou 31 jogos pelo Manchester United em 2015/16, tendo marcado um golo.

Na semana passada, o jogador escreveu na sua página no Facebook que o Manchester Unites seria o seu último clube na Europa: “Respeito muito os outros clubes, mas o Manchester United foi o único que me fez deixar o Bayern Munique. Estou pronto a jogar se a equipa necessitar de mim”.

A 29 de julho passado, Schweinsteiger anunciou que iria abandonar a seleção de futebol da Alemanha, que ‘capitaneava’ e ao serviço da qual disputou 120 jogos e se sagrou campeão mundial em 2014.

Conteúdo publicado por Sportinforma