Man. City 0-0 Man. United

27-04-2017 21:56

Nem Pep nem Mou. Dérbi de Manchester acabou sem golos

Embate entre os treinadores era muito esperado, mas acabou sem golos num encontro em que o City foi muito superior.
José Mourinho e Pep Guardiola

Os dois treinadores não marcaram no Etihad

Por José Rafael Lopes sapodesporto@sapo.pt

No jogo grande da jornada, em atraso face aos restantes, Manchester City e Manchester United não foram para além de um empate. O jogo começou muito físico com ambas as equipas a fazerem uso do corpo para tentar evitar a outra formação de entrar em jogo. No entanto, Sergio Aguero acabou por estar perto de fazer o golo aos nove minutos. Depois de uma jogada de insistência dos ‘citizens’, o argentino atirou ao poste da baliza de De Gea.

Numa partida em que o Manchester City explorava o jogo apoiado, os homens de José Mourinho, com Rashford à cabeça, apostavam no contra-ataque rápido. Foi numa destas situações que o perigo rondou a baliza de Claudio Bravo. Depois de uma óptima jogada pela esquerda, o guarda-redes dos ‘citizens’ deu uma sapatada que deixou a bola à mercê de Herrera que ensaiou o remate. No entanto, a defesa do Manchester City cortou a bola a tempo de evitar o golo inaugural.

Com Aguero a assumir o papel de protagonista, o Manchester City foi sufocando a equipa dos ‘red devils’. O avançado argentino tentou por várias ocasiões fazer o golo, mas De Gea foi mantendo a baliza fechada. No sentido inverso, Rashford, ia tentando remar contra a maré ofensiva do City, mas surgiu muitas vezes com pouco apoio.

Na segunda parte o domínio do Manchester City tornou-se mais evidente, mas sem conseguir quebrar a defesa bem organizada do Manchester United. Com De Bruyne desinspirado e Aguero de mira desalinhada, a equipa de Guardiola ia mantendo o controlo da partida sem tirar partido dos 70% de posse de bola.

Com pouca ação, o dérbi de Manchester aqueceu a 10 minutos do fim, mas não pelo futebol. Marouane Fellaini perdeu a cabeça e viu dois cartões no espaço de dois minutos. Primeiro devido a uma falta, o segundo – vermelho direto – devido a uma cabeçada dada em Aguero. Com efeito, o Manchester City tomou ainda mais conta do jogo devido à superioridade numérica. No entanto, não conseguiu quebrar a muralha levantada por José Mourinho.

Até ao final, o Manchester City ainda chegou a bater De Gea, mas o golo foi anulado pelo árbitro auxiliar. Gabriel Jesus encostou para dentro da baliza de posição irregular. Os festejos do brasileiro e do Etihad foram interrompidos a meio.

Com este resultado não há alterações na tabela classificativa. Em caso de vitória, os ‘citizens’ podiam ter-se isolado no quarto lugar. Na rivalidade de Manchester, os dois clubes da cidade acabaram por ganhar um ponto ao Liverpool.

Conteúdo publicado por Sportinforma