Liga Inglesa

16-05-2017 00:01

Terry marca na despedida em Stamford Bridge

Central fez o primeiro golo na vitória do Chelsea sobre o Watford por 4-3
John Terry:
Foto: SAPO Desporto

John Terry, jogador do Chelsea

Por SAPO Desporto c/Lusa sapodesporto@sapo.pt

O Chelsea, já consagrado campeão, venceu hoje o Watford 4-3, em jogo da 37.ª jornada da liga inglesa de futebol, marcado pelo golo de John Terry, que pode ter feito a sua última atuação em Stamford Bridge.

O técnico italiano António Conte decidiu homenagear o histórico central do Chelsea, que abandona o futebol no final da época, dando-lhe a titularidade frente ao Watford, e este inaugurou o marcador ao 22 minutos, na sequência de um pontapé de canto, levando ao delírio os adeptos dos ‘blues’ e o seu treinador.

No entanto, dois minutos volvidos, o mesmo Terry, que não conteve a felicidade de marcar na que pode ter sido a sua despedida de Stamford Bridge - os 'blues' ainda recebem na última jornada o último e já despromovido Sunderland -, cometeu um erro defensivo, ao estar na origem do golo do empate do Watford, pelo francês Etienne Capoue, quando pretendia atrasar a bola de cabeça para o seu guarda-redes.

Já com o título assegurado, ao vencer na sexta-feira o West Bromwich por 1-0, em casa deste, o Chelsea fez um jogo menos rigoroso em termos táticos, sobretudo no plano defensivo, e permitiu uma toada de parada e resposta, que acabou por propiciar uma vitória caseira tangencial por 4-3.

Ainda antes do intervalo, aos 36 minutos, o lateral espahol César Azpilicueta recolocou o Chelsea em vantagem, com um remate rasteiro de fora da área, para o seu colega Michy Batshuay a ampliar no recomeço, aos 49.

No entanto, o Watford reagiu e chegou aos 3-3, com golos do holandês Daryl Janmaat e do italiano Stefano Okaka, aos 51 e 74 minutos, e quando o jogo parecia encaminhar-se para uma igualdade final, eis que o internacional espanhol Cesc Fabregas, que entrara minutos antes para substituir Nathaniel Chalobah, a desfez, com um remate certeiro à entrada da área, aos 88.

No ‘banco’ do Chelsea, como suplente do guarda-redes Begovic – o habitual titular, o belga Courtois, não foi convocado – esteve o internacional português Eduardo, mas não chegou a ser utilizado.

Com este triunfo, o Chelsea reforçou o primeiro lugar com 90 pontos, mais dez do que o segundo, o Tottenham, que tem menos um jogo, e mais 17 do que o terceiro, que é o Liverpool

Conteúdo publicado por Sportinforma