Manchester/Atentado

24-05-2017 13:42

Yaya Touré vai doar 115 mil euros aos familiares das vítimas do atentado

"Queremos ajudar as vítimas, as famílias dos desaparecidos e os que estão neste momento internados”, disse à BBC o empresário do médio, Dimitri Seluk.
Atentado Manchester
Foto: EPA/ANDY RAIN

Pelo menos 22 pessoas morreram no ataque bombista em Manchester

Por SAPO Desporto c/ Lusa sapodesporto@sapo.pt

O futebolista costa-marfinense Yaya Touré anunciou esta quarta-feira que vai doar 100.000 libras (cerca de 115.000 euros) para ajudar as vítimas do atentado de segunda-feira em Manchester, que provocou a morte de 22 pessoas, mais 59 feridos.

“Queremos ajudar as vítimas, as famílias dos desaparecidos e os que estão neste momento internados”, disse à BBC o empresário do médio, Dimitri Seluk.

Seluk disse também que vai entrar em contacto com o Manchester Evening News para que o jornal o possa o ajudar a identificar “quem precisa realmente do dinheiro”.

“Acredito que será um processo que demorará alguns dias, mas Yaya [Touré] está em Inglaterra e passará imediatamente o cheque”, explicou o empresário, acrescentando que o médio “tem uma grande afinidade com a cidade e os seus habitantes”.

Pelo menos 22 pessoas morreram, além do atacante, e 59 ficaram feridas num atentado na Arena de Manchester, no norte da Inglaterra, na segunda-feira, no final de um concerto da cantora Ariana Grande, segundo o balanço mais recente da polícia.

O ataque foi perpetrado por um homem sozinho, disse a primeira-ministra Theresa May, que adiantou que as autoridades já estabeleceram a identidade do atacante, ainda não divulgada.

As autoridades detiveram um homem de 23 anos alegadamente relacionado com o atentado, reivindicado entretanto pelo grupo extremista Estado Islâmico.

Conteúdo publicado por Sportinforma