Inglaterra

07-07-2017 16:14

Morreu Bradley Lowery, o menino com cancro que emocionou Inglaterra

O menino de seis anos morreu nos braços dos pais, depois de a sua saúde se ter deteriorado nos últimos dias.
Bradley Lowery e Jermaine Defoe

Bradley Lowery e Jermaine Defoe

Por SAPO Desporto sapodesporto@sapo.pt

Morreu Bradley Lowery, o menino de seis anos que emocionou o futebol inglês nos últimos meses. Bradley tinha um neuroblastoma, um tipo de cancro infantil muito raro e muito agressivo, já em fase terminal. O anúncio da morte foi feito pelos pais da criança na página de angariação de fundos que criaram no facebook.

O menino de seis anos morre nos braços dos pais, depois de a sua saúde ter deteriorado nos últimos dias.

"O meu bravo rapaz foi ter com os anjos hoje, 07/07/17 às 13:35, nos braços dos pais e rodeado pela família. Era o nosso super-herói e lutou até a exaustão, mas a sua presença era necessária noutro local", escreveu a mãe de Bradley naquela rede social.

Bradley tornou-se num dos ícones do futebol inglês na época passada, além da sua amizade com Jermaine Defoe, jogador internacional inglês que na temporada passada alinhava no Sunderland. Conheceu Defoe na época passada quando esteve militava nos ´black cats`. Na última semana o jovem adepto do Sunderland pediu aos pais que organizasse uma festa com os primos e amigos e, para sua surpresa, apareceu Jermaine Defoe, seu ídolo e um dos grandes suportes do jovem inglês na luta contra a doença.

Os dois foram fotografados juntos, abraçados, de olhos fechados na cama do hospital onde está Bradley. Uma imagem que emocionou Inglaterra e que foi visto como sendo a foto de despedida dos dois amigos.

Bradley, a quem foi detetado um novo cancro na espinha em fevereiro, tornou-se num dos ícones do futebol inglês na época passada. A Liga Inglesa organizou várias iniciativas de apoio ao pequeno adepto do Sunderland. No início da época o seu nome foi entoado no quinto minuto do Everton-Sunderland pelos adeptos dos dois clubes, tendo o clube de Liverpool doado 200 mil libras (227.894 euros) para ajudar nos tratamentos de Bradley.

Na receção do Sunderland ao Chelsea a 14 de dezembro de 2016, Bradley foi até ao relvado ao intervalo e marcou um golo de penálti e foi ovacionado de pé por todos os adeptos.

No mês de dezembro a criança de seis anos foi declarada com vencedora do Golo do Mês, um prémio que é atribuído pela BBC todos os meses.

Quem realmente marcou o golo mais bonito do mês (votação dos internautas) foi Mkhitaryan, do Manchester United, exatamente contra o Sunderland, clube de Bradley. Mas a emissora resolveu também incluir a criança como vencedora, pelo seu golo de penálti ´contra` o Chelsea, depois de uma campanha nas redes sociais para que Bradley fosse o vencedor do prémio.

No jogo entre Inglaterra e Lituânia em março de 2017, de apuramento para o Mundial2018, o jovem Bradley entrou em campo de mãos dadas com Jermaine Defoe, no Estádio de Wembley.

Bradley lutava contra o cancro deste os seus 18 meses de vida. Perdeu a luta esta sexta-feira, 07 de julho.

*Artigo atualizado

Conteúdo publicado por Sportinforma