Futebol / Inglaterra

13-07-2017 11:14

Menino que comoveu o mundo do futebol pode dar nome a bancada do Sunderland

Adeptos do Sunderland querem eternizar o menino ao batizar a bancada com o nome: Bradley Lowery.
Bradley Lowery

Bradley Lowery

Por SAPO Desporto sapodesporto@sapo.pt

A história comoveu o mundo. Bradley Lowery ficou para sempre impresso nos corações dos adeptos do Sunderland e adeptos de futebol em todo mundo.

O menino, - que padecia de um neuroblastoma -, ficou conhecido depois da ligação carinhosa que desenvolveu com o futebolista Jermaine Defoe.

A história acabou por ter um final triste. O menino acabou por não resistir à doença, mas agora os adeptos do Sunderland querem imortalizar o nome de Bradley.

Na internet já arrancou uma petição para batizar uma das bancadas do Stadium of Light com o nome de Bradley Lowery. Já foram reunidas 50 mil assinaturas.

Bradley e Defoe

Uma relação de amizade que durou até ao fim. Bradley tinha conhecido Defoe na época passada. O jovem adepto do Sunderland pediu aos pais que organizasse uma festa com os primos e amigos. Para surpresa do menino, quem é que apareceu de surpresa na festa? Jermaine Defoe, seu ídolo.

Os dois foram fotografados juntos, abraçados, de olhos fechados na cama do hospital onde se encontrava Bradley. Uma imagem que emocionou Inglaterra.

"Bradley estava muito feliz e muito relaxado junto a Defoe", escreveu Lynn Lowery, a mãe da criança, na página Bradley Lowery's Fight, no facebook.

O dianteiro que na próxima temporada vai jogar pelo Bournemouth, tentou ao máximo ajudar e falou à imprensa britânica sobre a relação especial com o menino.

"É triste ve-lo passar por tudo o que está a acontecer ele, com apenas seis anos. Tenho tantas boas recordações de momentos que passamos juntos que é provável que os leve comigo para o resto da minha vida".

A liga inglesa e os clubes não voltaram costas ao problema de Bradley. O Liverpool chegou a doar 200 mil libras (227.894 euros) para ajudar nos tratamentos.

No mês de dezembro a criança de seis anos foi declarada como vencedora do Golo do Mês, um prémio que é atribuído pela BBC todos os meses, pelo seu golo de penaliti frente ao Chelsea.

No dia 7 de julho confirmou-se a pior notícia. O rapaz de seis anos perdeu a batalha contra o cancro, doença de que padecia deste os 18 meses de vida.

Após o falecimento de Bradley, Jermain Defoe deixou uma mensagem emocionada no Twitter.

"Meu grande amigo vou sentir muito a tua falta. (...) Vou sempre levar-te no meu coração. Dorme bem meu pequenino. Meu melhor amigo", escreveu. Agora os adeptos do Sunderland querem que Bradley Lowery nunca mais seja esquecido.

Conteúdo publicado por Sportinforma