Barcelona

16-06-2017 16:26

Inter tentou contratar Messi em 2006 por 150 milhões de euros

Lionel Messi esteve na mira do Inter de Milão. Barcelona rejeitou proposta de 150 milhões de euros.
Joan Laporta
Foto: GUILLERMO LEGARIA / AFP

Ex-presidente do Barcelona falou de algumas opções que teve de tomar entre 2003 e 2010.

Por SAPO Desporto sapodesporto@sapo.pt

O antigo presidente do Barcelona, Joan Laporta, revelou esta sexta-feira, em entrevista ao jornal inglês 'Guardian', que rejeitou uma proposta de 150 milhões de euros por Lionel Messi em 2006.

O presidente do 'Barça' entre 2003 e 2010 contou como em 2006 recebeu uma proposta do Inter de Milão para contratar Lionel Messi por uma verba a rondar os 150 milhões de euros. Laporta explicou também que a abordagem do Inter de Milão levou o clube a aumentar a cláusula de rescisão de Messi para 250 milhões de euros.

"Foi em 2006, quando o Inter apresentou uma proposta. Estavam preparados para pagar os 150 milhões de euros da cláusula de rescisão e é por isso que depois a subimos para 250 milhões", disse Joan Laporta ao referido jornal inglês.

Entre os elogios a antigos futebolistas do Barcelona, o ex-dirigente blaugrana frisou que Messi é o melhor de sempre, uma 'mistura' entre Maradona e Cruyff.

"Sou muito Cruyffista, mas o que Leo [Messi] faz torna-o o melhor da história. Falei sobre isso com Johan Cruyff e ele também o disse. Para mim, os melhores de sempre são Cruyff, Maradona e Messi. O Leo é uma mistura de Cruyff e Maradona", atirou Laporta.

Questionado sobre as razões que o levaram a escolher Pep Guardiola para o comando técnico do Barcelona numa altura em que se falava de José Mourinho, Joan Laporta invocou a 'lógica'.

"Não foi uma decisão corajosa. Foi lógica. (...) Encaixava perfeitamente. Conhecia o clube, o estilo, tínhamos visto o trabalho árduo que tinha levado a cabo na equipa B, jogou a todos os níveis, esteve em Wembley [onde venceu a primeira Taça dos Campeões Europeus do Barcelona como jogador]. Nunca pensei como poderia ser com Mourinho. Sempre quis o Pep [Guardiola]", revelou Joan Laporta.

Conteúdo publicado por Sportinforma