Futebol

26-04-2017 19:02

É oficial: Infantino confirma vídeo-árbitro no Mundial de 2018

A tecnologia do vídeo-árbitro foi testada no Mundial de Clubes realizado em dezembro no Japão.
Vídeo-árbitro
Foto: DR

Vídeo-árbitro

Por SAPO Desporto c/ Lusa sapodesporto@sapo.pt

O presidente da FIFA, Gianni Infantino, afirmou hoje que a tecnologia do vídeo-árbitro será utilizada no Campeonato do Mundo de futebol de 2018, na Rússia.

"Vamos utilizar o vídeo-árbitro no Mundial de 2018, o balanço da utilização da tecnologia até agora tem sido muito positivo", disse, no 67.° congresso da Conmebol, em Santiago do Chile.

Para o líder da organização de cúpula do futebol mundial, não é possível que em 2017 "os espetadores em casa ou nos estádios consigam ver em segundos um eventual erro cometido pelo árbitro" e que a única pessoa incapaz de o fazer seja “justamente o árbitro”.

A tecnologia do vídeo-árbitro foi testada no Mundial de Clubes realizado em dezembro no Japão, mas a sua utilização no Campeonato do Mundo de 2018 estava ainda em dúvida.

Naquela que foi a estreia do vídeo-árbitro em jogos da FIFA, no jogo entre o os japoneses do Kashima Antlers e os colombianos do Atletico Nacional, o recurso tecnológico acabou por ter uma grande importância no jogo disputado em Osaka, com o húngaro Viktor Kassai a recorrer a esta tecnologia para decidir uma grande penalidade, que daria o primeiro golo aos nipónicos.

No lance, Berrío cometeu falta na grande área sobre Daigo Nishi, que o árbitro até tinha deixado seguir. Kassai visionou o lance e pôde então verificar a falta de Berrío, com Shoma Doi a converter o penálti, aos 33 minutos (o jogo terminou com a vitória dos japoneses por 3-0).

Infantino admitiu então a existência de algumas lacunas no sistema, inclusivamente “melhorar a forma como as decisões são comunicadas ao público nos estádios e aos espetadores”.

Conteúdo publicado por Sportinforma