Argentina

19-04-2017 09:24

Belgrano expulsa adeptos envolvidos na morte de Emanuel Balbo

Na sexta-feira, Emanuel Balbo, de 22 anos, foi atirado de uma bancada do estádio Mario Alberto Kempes durante o jogo entre o Belgrano e o Talleres.
Adeptos do Belgrano
Foto: DR

Adeptos do Belgrano

Por SAPO Desporto c/ Lusa sapodesporto@sapo.pt

O Belgrano anunciou na terça-feira que expulsou os adeptos envolvidos na morte de Emanuel Balbo, também simpatizante do clube de Córdoba, durante o jogo da 20.ª jornada do campeonato argentino de futebol.

Em comunicado, o Belgrano anunciou que expulsou “os agressores de Emanuel Balbo” e que já forneceu “todos os dados dos agressores pedidos pela justiça”.

Segundo a procuradora que ficou encarregue deste caso, Liliana Sanchez, os cinco adeptos envolvidos, um deles menor de idade, já foram entregues à policia.

Na sexta-feira, Emanuel Balbo, de 22 anos, foi atirado de uma bancada do estádio Mario Alberto Kempes durante o jogo entre o Belgrano e o Talleres, tendo sofrido um traumatismo cranioencefálico.

Na segunda-feira, Raul Balbo, pai de Emanuel, contou que o filho cruzou-se nas bancadas do estádio Julio César Villagra com Oscar Gomez, acusado de ter matado um dos seus irmãos, então com 14 anos, na sequência um atropelamento ocorrido há quatro anos.

“Em vez de se ter apenas defendido, Gomez incitou os amigos a serem violentos com o meu filho. Ele chamou os amigos e disse: ‘Tirem este daqui que é adepto do Talleres’”, contou Raul Balbo.

Imagens do canal TyC Sports mostraram cerca de 20 adeptos do Belgrano a atacarem Balbo, que também era simpatizante da equipa da casa, e atiraram-no da bancada.

Conteúdo publicado por Sportinforma