Guimarães 1-0 Braga

07-11-2009 23:03

Guimarães dá a provar ao Braga o sabor da derrota

O Vitória de Guimarães recebeu e venceu esta noite o Sporting de Braga com um golo magistral de Desmarets na primeira parte do encontro. O Sporting de Braga prova pela primeira vez, nesta época, o sabor da derrota na primeira Liga.
Guimarães dá a provar ao Braga o sabor da derrota

Por João Agre sapodesporto@sapo.pt

Paulo Sérgio já o tinha avisado ontem em conferência de imprensa de antevisão para este dérbi minhoto: "O Vitória vai ser a primeira equipa a quebrar a invencibilidade do Braga", e assim o fez esta noite, no Estádio D. Afonso Henriques, em jogo da 10.ª jornada da primeira Liga.

Aos 29 minutos, Nuno Assis percorreu o corredor do lado direito do campo e fez um excelente cruzamento para o lado esquerdo da grande área, onde estava Desmarets que rematou de primeira e de forma magistral para fundo das redes da baliza de Eduardo.

Minutos antes existiu uma grande oportunidade para os bracarenses. O lance nasceu nos pés de Hugo Viana que passou para Evaldo e o brasileiro cruzou para trás, já dentro da grande área, onde estava Mossoró que cabeceou ao poste da baliza de Nilson. No entanto, o lance estava anulado pelo fiscal de linha por suposto fora-de-jogo.

Depois do golo, o Vitória não abrandou e dois minutos depois, Andrezinho mandou uma bomba e a bola passou mesmo ao lado do posto de Eduardo.

Ainda nos últimos instantes da primeira parte, o Vitória fez tremer novamente o estádio quando Roberto rematou, dentro da pequena área, à figura de Eduardo depois de um pontapé de canto da direita.

Na segunda parte, o Vitória de Guimarães jogou mais cauteloso, mais defensivo, mas não abdicou das jogadas rápidas de contra-ataque que assustava a defesa do Braga, quase sempre com Nuno Assis como elemento de propagação. O internacional português esteve sempre dentro do jogo e foi um dos melhores jogadores em campo.

Já nos últimos minutos do dérbi minhoto, o Vitória e Paulo Sérgio perceberam a importância de conquistar os três pontos em casa e construiu-se uma mancha branca defensiva, deixando apenas Nuno Assis e Targino na frente. E o Sporting de Braga demonstrou imensas dificuldades em conseguir furar essa mesma muralha.

O Vitória de Guimarães foi uma equipa mais ofensiva, mais agressiva e mais rápida que o ainda líder Braga, deixando, por vezes, os bracarenses “perdidos” no relvado. A formação vimaranense já tinha demonstrado um jogo rápido e agressivo no anterior embate que realizou, frente ao Sporting, onde acabou por empatar mas demonstrou aí que era uma equipa renavada e com garra dentro de campo.

Tal como previsto, houve distúrbios nas bancadas onde estavam instalados os adeptos bracarenses após o apito final do jogo.

Agora o Braga está dependente do resultado do Benfica, que joga na segunda-feira frente ao Naval, e só aí saberá se continuará isolado na liderança da primeira Liga ou se terá de partilhar a "coroa" com os encarnados.