Benfica - Rio Ave

17-12-2010 17:01

Carlos Brito com esperança de "fazer história na Luz"

O técnico da formação da foz do Ave reconheceu que o Benfica “é uma equipa melhor que o Rio Ave”, mas garantiu que “no querer e na vontade, o adversário será, quanto muito, igual” à sua equipa.
Carlos Brito com esperança de

Por SAPO Desporto sapodesporto@sapo.pt

O treinador do Rio Ave reconheceu hoje que “Benfica não está atravessar o melhor momento”, mas, ainda assim, espera muitas dificuldades na Luz, sábado, para a 14.ª jornada da Liga de futebol.

Carlos Brito leva a Lisboa “vontade de fazer história” e conduzir o Rio Ave à primeira vitória em reduto “encarnado”.

“Este é daqueles jogos em que os jogadores tem uma motivação acrescida, o que também nos dá esperança de fazermos o que nunca fizemos na nossa história: vencer no Estádio da Luz”, referiu.

O técnico da formação da foz do Ave reconheceu que o Benfica “é uma equipa melhor que o Rio Ave”, mas garantiu que “no querer e na vontade, o adversário será, quanto muito, igual” à sua equipa.

Quanto à estratégia, Carlos Brito assegurou que não será muito diferente da que o Rio Ave tem mostrado, embora confessando que “poderá haver um ou outro pormenor que possa mudar, para contrariar aquilo que o Benfica tem de bom”.

Ainda assim, o treinador dos vila-condenses deixou um aviso: “Se ficarmos apenas há espera dos erros do Benfica não seremos tão fortes para discutir o jogo”.

No leque de opções de Carlos Brito para este desafio com o Benfica não estará disponível o avançado Yazalde, a contas com uma lesão muscular.

Por outro lado, o treinador promoveu o regresso ao lote de convocados do médio Vítor Gomes, que devido a lesão estava afastado das opções desde a primeira jornada do campeonato.

O Rio Ave defronta sábado o Benfica, no Estádio da Luz, em Lisboa, numa partida agendada para as 17:00, que terá arbitragem de Hugo Miguel, de Lisboa.

Lista dos 20 convocados:

- Guarda-redes: Paulo Santos e Pedro Trigueira
- Defesas: José Gomes, Gaspar, Éder Monteiro, Tiago Pinto, Jefferson e Milhazes.
- Médios: Bruno China, Wires, Tarantini, Braga, Ricardo Chaves e Vítor Gomes.
- Avançados: Bruno Gama, João Tomás, Mendes, Cícero, Saulo e Sidnei.