Villas Boas

03-04-2011 23:36

«É a vitória de um grupo fantástico»

O treinador do FC Porto dedicou a vitória no campeonato a toda a estrutura que rodeou a equipa e desejou que finalmente se reconheça que os dragões são a melhor equipa portuguesa.
«É a vitória de um grupo fantástico»

Por Bruno Miguel Dias sapodesporto@sapo.pt

André Villas Boas compareceu na sala de imprensa personificando a festa que certamente reinou no balneário azul e branco e começou mesmo por dizer que era necessário «mais champanhe». Já mais a sério revelou os segredos do título.

«É a vitória de um grupo fantástico. São os jogadores que me levam ao sucesso e não o contrário. É uma vitória de uma estrutura fantástica do FC Porto e um grande talento dos jogadores», disse Villas Boas, que fez questão de recordar os números do título:

«Somos campeões a cinco jornadas do fim, com 16 pontos de vantagem, com o melhor ataque e a melhor defesa… é altura de distinguir quem vive na realidade e quem vive na fantasia», assinalou, relembrando as considerações que foram feitas sobre o Benfica ao longo da época.

«Foi-se formando a ideia de que havia apenas uma equipa em Portugal. Foram profecias que foram sendo ditas ao longo da época, mas mantivemos a nossa identidade. Agora atribuam quem joga melhor futebol.»

Ainda em relação ao rival, André Villas Boas lembrou como começou a preparar que teve esta noite na Luz a primeira marca de sucesso.

«Fiz a minha apresentação com a fotografia do Benfica campeão nacional e essa foi a nossa gasolina toda a época.»

O treinador campeão nacional deixou palavras de agradecimento à família e amigos e voltou a lembrar que é campeão porque teve à sua volta gente competente.

Quanto ao “apagão” no Estádio da Luz, mostrou-se bem disposto e irónico, afirmando que «festejar às escuras foi óptimo e a música estava boa».

A terminar, relembrou que o sucesso que hoje alcançou tem também a marca de José Mourinho.

«Devo muito a José Mourinho que me mostrou os conceitos do futebol. É verdade que a relação está refreada mas respeito em absoluto o que ele me deu», terminou.

Veja o FC Porto - Especial Campeão 2010/2011